Política

Seis deputados paranaenses votaram pela retirada do Coaf da Justiça. Veja lista

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Dos 30 deputados federais do Paraná, apenas seis foram favoráveis à mudança do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça e Segurança Pública para o Ministério da Economia. Essa transferência estava embutida na Medida Provisória da reforma ministerial e foi aprovada na Câmara por 228 votos favoráveis e 210 contra. O resultado foi visto como uma derrota do ministro Sergio Moro e, no entendimento de quem era contrário à mudança, como um enfraquecimento das instâncias de investigação de crimes financeiros.

Os paranaenses que votaram pela retirada seguiram a orientação de seus partidos ou dos blocos partidários a que estão ligados.

O Coaf foi criado em 1998 e é responsável por investigações relacionadas à lavagem de dinheiro a partir de informações repassadas pelo sistema financeiro sobre movimentações suspeitas de recursos. O órgão fazia parte do Ministério da Fazenda até o fim do governo de Michel Temer (MDB) e foi transferido para a Justiça pela Medida Provisório editada pelo governo de Jair Bolsonaro, mas a comissão especial que analisou o texto no Legislativo decidiu devolver o órgão para a equipe econômica e o colocou no Ministério da Economia.

Favoráveis à retirada do Coaf da Justiça

  • Enio Verri – PT
  • Gleisi Hoffmann – PT
  • Hermes Parcianello – MDB
  • Ricardo Barros – PP
  • Sergio Souza – MDB
  • Zeca Dirceu – PT

Contrários à retirada do Coaf da Justiça

  • Aliel Machado – PSB
  • Boca Aberta -PROS
  • Christiane de Souza Yared – PL
  • Diego Garcia – Podemos
  • Evandro Roman – PSD
  • Felipe Francischini – PSL
  • Filipe Barros – PSL
  • Gustavo Fruet – PDT
  • Luciano Ducci – PSB
  • Luiz Nishimori – PL
  • Luizão Goulart – PRB
  • Paulo Eduardo Martins – PSC
  • Pedro Lupion – DEM
  • Reinhold Stephanes Junior – PSD
  • Rubens Bueno – CIDADANIA
  • Sargento Fahur – PSD
  • Schiavinato – PP
  • Vermelho – PSD
  • Ausentes
  • Aline Sleutjes – PSL
  • Aroldo Martins – PRB
  • Giacobo – PR
  • Leandre – PV
  • Luisa Canziani – PTB
  • Toninho Wandscheer – PROS

(João Frey/Gazeta do Povo)