Cidades

Secretaria de Saúde de São Tomé alerta para os cuidados com escorpiões

Aracnídeo passou a ser encontrado com facilidade há pouco mais de dois anos
["Vigil\u00e2ncia em Sa\u00fade encontrou dezenas de escorpi\u00f5es espalhados por S\u00e3o Tom\u00e9."] (Foto: DIVULGAÇÃO)

A Secretaria de Saúde de São Tomé, através do Departamento de Vigilância em Saúde, está reforçando o alerta sobre a presença do escorpião amarelo em alguns bairros da cidade. O aracnídeo passou a ser encontrado com facilidade há pouco mais de dois anos. O monitoramento por equipes da Saúde aponta que o aparecimento do escorpião amarelo vem aumentando em determinados bairros da cidade.

Na ultima semana, ao ser informado da presença de escorpiões em uma residência, uma equipe da vigilância fez varredura próximos ao local onde foram encontrados dezenas de aracnídeos. Os técnicos retiraram materiais que poderiam servir como alojamento e criadouro do animal, mesmo assim, muito entulho que estão armazenados dentro dos quintais fechados não puderam ser recolhidos.

Segundo Vagner Bonilha, da Vigilância em Saúde, a causa principal do aparecimento de escorpião são a presença de entulhos e também em materiais como lajotas, tábuas e outros matérias que ficam empilhados nas residências.

Na semana passada uma menina de três anos morreu após ser picada por um escorpião amarelo em Assis Chateaubriand, na região Oeste do Paraná.

A menina foi picada pelo animal na noite de segunda-feira (15) e chegou a ser encaminhada na madrugada de terça-feira (16), em estado grave para o Hospital Universitário, em Cascavel, mas não resistiu às complicações respiratórias e cardíacas decorrentes do veneno do animal.

ESCORPIÃO AMARELO

O Tityus serrulatus, conhecido popularmente como escorpião-amarelo, é um escorpião típico do Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil; é a principal espécie que causa acidentes graves, com registro de óbitos, principalmente em crianças.

Segundo reportagem do Bem Estar, as picadas de escorpião já são responsáveis por mais mortes no Brasil do que as picadas de cobra. Encontrados em áreas urbanas, os escorpiões se reproduzem com facilidade e costumam se abrigar da luz escondidos sob pedras, entulhos, lenha, material de construção, encanamentos, dentro de calçados e roupas, no interior das casas e em seus arredores.

Em caso de picada, a orientação de especialistas é de que a pessoa procure o serviço médico mais próximo para que a dor seja controlada e, em casos necessários, o soro seja administrado.(Com informações Assessoria)