Brasil

Saques do PIS/Pasep recomeçam nesta quarta-feira

Beneficiários clientes da Caixa ou do Banco do Brasil receberão o dinheiro na conta automaticamente
Quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 recebe o PIS pela Caixa (Foto: ARQUIVO TRIBUNA)

Trabalhadores de todas as idades com direito à cota do Pis/Pasep voltam a receber o dinheiro a partir desta quarta-feira (8). No total, são R$ 5,5 bilhões, disponíveis a R$ 6,3 milhões de pessoas, de acordo com o Ministério do Planejamento. Quem trabalhou com carteira assinada ou foi servidor público entre 1971 e 4 de outubro de 1988 e é cliente da Caixa ou do Banco do Brasil receberá o dinheiro na conta automaticamente e não precisará ir a agência bancária.

Os depósitos automáticos começam hoje, mas os correntistas dos bancos poderão verificar os valores em suas contas a partir de quinta-feira (9), devido à compensação noturna. Pelo alto volume de pagamentos, os bancos farão os depósitos gradualmente no período de uma semana.

O saque do benefício ficou bloqueado por mais de 30 dias para que fosse aplicada a correção aos valores. Quem sacar o dinheiro agora receberá o valor reajustado em 8,9741%. Na próxima terça-feira (14), o dinheiro será liberado para os cotistas que não são clientes dos bancos e têm menos de 60 anos. Cerca de 17,5 milhões de pessoas poderão sacar entre 14 de agosto e 28 de setembro.

A Caixa Econômica Federal é responsável por pagar o dinheiro do PIS aos funcionários da iniciativa privada. Para fazer a consulta, o trabalhador pode acessar o site www.caixa.gov.br/cotaspis. O Banco do Brasil paga o Pasep aos servidores públicos. A consulta pode ser feita pelo site www.bb.com.br/pasep ou nos caixas eletrônicos.

Quem tem até R$ 1,5 mil de PIS para receber pode ir ao caixa eletrônico com a senha do Cartão do Cidadão. Nas lotéricas, é preciso ter senha, cartão e documento com foto. Saques de até R$ 3 mil também podem ser feitos com Cartão do Cidadão, senha e documento em todas as unidades. Valores acima de R$ 3 mil só serão liberados nas agências, mediante documento de identificação ou número de registro do PIS/Pasep.

AMPLIAÇÃO

No ano passado, o governo decidiu estender a idade dos beneficiários, primeiro para o mínimo de 65 anos no caso dos homens e 62 no caso das mulheres. Depois, reduziu para 60 anos a idade mínima para recebimento. Em junho, o governo autorizou que todos os brasileiros que receberam esse dinheiro entre 1971 e 1988 pudessem retirá-lo.

Após o dia 28 de setembro, o benefício volta a ser concedido exclusivamente para o público habitual, formado por cotistas maiores de 60 anos, aposentados, pessoas em situação de invalidez e seus dependentes, pessoas acometidas por enfermidades específicas, participantes do Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) e herdeiros de cotistas falecidos. Nesses casos, é possível fazer os saques a qualquer momento e não há prazo determinado. (Com informações Folha de S. Paulo e G1)