Polícia

São Manoel do PR não registra homicídios há seis anos

Município está entre os 20 do estado sem mortes dolosas desde 2012, quando as estatísticas começaram a ser computadas
São Manoel é um dos 20 municípios do estado que não registraram homicídios nos últimos seis anos (Foto: ANDERSON THEODORO)

A cidade com pouco mais de 2 mil habitantes que pertence à área de abrangência da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (5ª CIPM) de Cianorte se destaca pela tranquilidade. Nos últimos seis anos, nenhum assassinato foi registrado em São Manoel do Paraná. A peculiaridade se repete em apenas 19 outros municípios, dos 399 do estado.

Segundo o comandante da 5ª CIPM, major José da Silva Neto, o aspecto social de cidades pequenas como São Manoel do Paraná está diretamente ligado ao baixo número de crimes. “Em municípios assim, as pessoas se conhecem e conhecem as equipes policiais. Até o patrulhamento é diferente, porque os PMs sabem de quem precisam desconfiar”, explicou.

Na região, três dos sete municípios de atuação da 5ª CIPM não tiveram nenhum homicídio no primeiro trimestre de 2018. São eles: São Manoel do Paraná, Jussara e Indianópolis. Em todo o estado, mais de 250 cidades estão nesta condição. Os dados foram divulgados no relatório estatístico da Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (Cape) da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Em Cianorte, foram três homicídios e um latrocínio nos primeiros três meses do ano. Japurá, São Tomé e Terra Boa também registraram assassinatos, um cada. Segundo o major Silva Neto, os crimes apresentam características semelhantes. “A maioria dos crimes contra a vida são passionais ou desencadeados por vingança e acerto de contas, ou seja, o autor é próximo da vítima. Percebemos que crimes que envolvem embriaguez e drogas são menos registrados, principalmente nas cidades menores”, afirmou.

SISTEMA DE SEGURANÇA

De acordo com o comandante da 5ª CIPM, o patrulhamento é organizado com base nos índices de criminalidade. Onde há ocorrências, há viaturas; e os policiais são orientados a abordarem indivíduos em atitudes suspeitas com mais frequência nos bairros em que o número de ocorrências é maior. Dessa forma, grande parte dos flagrantes da polícia de Cianorte é decorrente de abordagens de rotina. Todas as outras cidades da região possuem destacamentos da Polícia Militar, que organizam o patrulhamento com base nas características locais.

Para o major Silva Neto, a prevenção da comunidade é essencial para evitar crimes contra a vida e contra o patrimônio. “A arquitetura das casas dificulta nosso trabalho em alguns casos. Muita gente acha que muros altos e portões fechados contribuem para a segurança, mas na verdade diminuem a visibilidade das residências e impedem que a polícia perceba uma invasão, por exemplo”, explica.

A orientação da polícia é tomar cuidado ao entrar e sair de casa e acionar o 190 em casos de ocorrência ou movimentações estranhas.