Cidades

Santander inaugura nas próximas semanas

Em movimento de interiorização, banco chega a municípios de destaque no PIB do agronegócio nacional
["Obras na ag\u00eancia est\u00e3o na fase final e inaugura\u00e7\u00e3o est\u00e1 prevista para outubro ","",""] (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

A agência do Banco Santander que está sendo construída no centro de Cianorte, na esquina da Rua Piratininga com a Avenida Santa Catarina, deve ser inaugurada em outubro, de acordo com a assessoria de imprensa do banco. A unidade será uma das seis novas lojas Agro, que estão sendo implementadas pelo país com atendimento totalmente voltado ao produtor rural.

Segundo o diretor de Agronegócios do Santander Brasil, Carlos Aguiar, “o modelo de atendimento tem se mostrado o melhor caminho para estarmos cada vez mais próximos do produtor e todas as lojas abertas têm apresentado desempenho acima do esperado. Tanto que, das 16 inauguradas em 2017, três estão se transformando em agências tradicionais, ajudando no movimento de interiorização do Banco no País”.

Até o final do ano, o banco pretende inaugurar seis unidades do modelo, em São Gabriel do Oeste (MS), Juara (MT), Cáceres (MT), Gurupi (TO), Cianorte e Pato Branco, totalizando 22 locais exclusivos destinados ao agro no país. Nessas agências, os produtores são atendidos por gerentes especializados e contam com a assessoria de agrônomos. Segundo Aguiar, a relação mais estreita ajuda os empreendedores a conhecer melhor no que o banco pode lhes ajudar em soluções financeiras e, ainda, na gestão de seus negócios.

Para o secretário municipal de Indústria, Comércio, Vestuário, Serviços e Turismo, Wanderley Fernandes, a abertura de uma nova agência bancária em Cianorte é reflexo do potencial de expansão que o município apresenta. “Se pensarmos que atualmente a tendência dos bancos é migrar das instituições físicas para o meio digital, essa decisão é ainda mais significativa”, considera. “Ao montar um empreendimento como esse, os executivos levam em consideração fatores como o potencial de rentabilidade e a capacidade de conquistar clientes e aqui nós oferecemos tudo isso”, conclui.

INCENTIVO AO AGRONEGÓCIO

Desde 2016, o Santander vem reforçando a estrutura de atendimento ao setor. A carteira de crédito ampliada, que considera Recursos Obrigatórios e Livres, BNDES, Funcafé e os títulos CPR e CDCA, teve um aumento de 126% entre dezembro de 2015 e junho de 2018, passando de R$ 6,401 bilhões para R$ 14,5 bilhões, conforme dados da Febraban. Em 2017, quando o montante atingiu R$ 13,03 bilhões, o crescimento foi de 42% ante 2016. Os dados foram repassados pela assessoria de imprensa do banco.

Para a safra 2018/19, o Santander teve o maior volume de recursos entre os bancos públicos e privados para as linhas de crédito do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé). O governo disponibilizou cerca de R$ 338,6 milhões, quase 7% do total, para que o banco ofereça crédito a produtores e processadores nacionais de café.