Saúde

Rondon tem segundo caso confirmado de gripe

As duas confirmações da doença são do mesmo município e do mesmo subtipo do vírus Influenza
Os dois casos de gripe registrados na região são de Rondon; uma das pacientes é gestante e tomou a vacina (Foto: DIVULGAÇÃO)

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou, por meio do boletim da gripe, o segundo caso da doença na 13ª Regional de Saúde de Cianorte. O primeiro caso foi registrado na semana passada, em Rondon. A nova paciente é uma gestante de 20 anos, moradora da mesma cidade, de acordo com a pasta. Ela foi diagnosticada com o mesmo vírus da primeira paciente, o Influenza A(H3), e está em estado de cura. A Secretaria informou que ela tomou a vacina contra a gripe.

Em uma semana, outras sete mortes por gripe foram confirmadas no Paraná, três no Noroeste: em Goioerê, Maringá e Sarandi. Foz do Iguaçu e Londrina também registraram óbitos, assim como Curitiba, que teve duas mortes.

Desde o início do ano, 34 pessoas morreram em decorrência da doença no estado. Conforme a Sesa, 28 (82%) apresentaram pelo menos um fator de risco para complicação da doença, como doença cardiovascular e diabetes, por exemplo, e sete (20%) haviam sido vacinadas. O Paraná também soma 268 internações por gripe em 2018; há uma semana eram 57 internações a menos.

VACINAÇÃO

Depois do encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, na sexta-feira (22), o estado disponilizou cerca de 370 mil doses que sobraram para toda a população. Em Cianorte, as vacinas acabaram nos postos em menos de seis horas, na segunda-feira (25), primeiro dia de liberação. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, foram disponibilizadas cerca de 50 vacinas em cada uma das 13 Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Durante a campanha, que durou quase dois meses, a procura ficou abaixo do esperado entre gestantes e crianças. Os grupos prioritários tiveram os menores índices de vacinação do país. Entre as gestantes, 73,2% do total estimado foram imunizadas; entre as crianças a cobertura chegou a 73,4%. São 3,3 milhões de crianças e 574,3 mil de gestantes que deixaram de se proteger contra a gripe.

A vacina protege contra os três sorotipos mais comuns do vírus: H1N1, H3N2 e Influenza B. Alguns municípios paranaenses ainda têm disponíveis.