Cidades

Relatório aponta que 96% das árvores retiradas, foram replantadas

Desde o início de 2019 já foram vistoriadas 535 propriedades urbanas
Índice de replantio chega a 96% em Cianorte (Foto: ASSESSORIA PMC )

O número de replantio de árvores que foram retiradas, a pedido dos proprietários de imóveis em Cianorte, chegou a 96% dos termos executados corretamente. De janeiro a outubro desse ano, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) já recebeu 829 solicitações de cortes, porém, nem todas foram autorizadas. A análise técnica dos cortes das árvores no município é realizada por membros do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comma), que observam os critérios estabelecidos pelo artigo 12 da Lei Municipal 1.277/90.

Os termos assinados pelos solicitantes são o alicerce legal da Semma e o Comma, no que diz respeito à substituição de árvores. Ao todo, 535 propriedades foram fiscalizadas, sendo que, dessas, 76% foram executados corretamente, sem necessidade de notificação, e 24% não haviam sido cumpridos e foram notificados. Entre os não executados, o relatório de vistorias de replantio apontou que, 83% dos replantios foram feitos, após a notificação; 8% dos proprietários notificados não replantaram; e 9% aguardam vistoria pós-notificação. “Observamos que, entre os notificados e os que já haviam replantado, 96% dos lotes vistoriados contam agora com a quantidade de mudas designadas pelo Comma, em vistoria anterior. Já as propriedades onde o plantio não foi executado, serão encaminhadas ao Ministério Público para os procedimentos cabíveis”, destacou o secretário da pasta, Guilherme Comar Schulz.

“Estamos muito satisfeitos com a conscientização da população, quanto ao replantio das árvores. Os proprietários dos imóveis estão cumprindo com o compromisso assumido no ato da retirada das espécies. Nossa equipe, em parceria com os conselheiros ambientais, têm tido muito cuidado ao atender as demandas, sempre seguindo padrões rigorosos e visando, sobretudo, o cuidado com a natureza”, disse o prefeito Bongiorno. Mudas de espécies para arborização urbana como Alecrim, Chorão, Canela, Ipê branco, Amarelo, Roxo, Americana e Quaresmeira, são doadas pela Secretaria de Meio Ambiente para substituírem os exemplares retirados.