Saúde

Região fecha o ano com oito casos de dengue confirmados

Número reacende o alerta para a época mais crítica do ano e exige cuidados específicos nas férias
["Ralos abertos s\u00e3o um convite para criadouros do mosquito ","",""] (Foto: ARQUIVO TRIBUNA)

A 13ª Regional de Saúde de Cianorte registrou oito casos de dengue em 2018, nos 11 municípios de abrangência. O local mais crítico foi Tuneiras do Oeste, que teve quatro casos; em Cianorte, foram três; e em Jussara, um. Apesar da baixa quantidade, o total de confirmações é quase o triplo de 2017, quando a região teve apenas três casos; dois em Cianorte e um em Rondon.

A supervisora do Programa de Combate às Endemias da Secretaria de Saúde de Cianorte, Vera Fusisawa, alerta para a importância dos cuidados, principalmente nesta época do ano. “A combinação entre altas temperaturas e chuvas frequentes é ideal para a reprodução dos mosquitos, por isso o risco de epidemia é maior nos primeiros três meses do ano. Além disso, a circulação de pessoas aumenta nas férias e o vírus pode chegar à região”.

Os agentes de endemias retornaram às atividades normais nesta segunda-feira (7), mas encontram dificuldade nas vistorias nesta época do ano, em razão da grande quantidade de imóveis fechados, conforme explica Vera.

Quem pretende viajar e vai deixar a casa fechada por vários dias precisa tomar alguns cuidados para evitar focos do mosquito. As principais medidas são: não deixar nenhum objeto que possa acumular água ao ar livre; vedar ralos e vasos sanitários; deixar o quintal limpo e colocar areia nos pratos de vasos de plantas, sem deixar acumular água.

Segundo Vera, outra orientação importante é procurar atendimento médico em caso de sintomas de dengue ou de outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como zika e chikungunya. Confira na tabela os principais de cada uma delas.