Cidades

Região fecha junho com saldo positivo

Resultado vai na contramão dos cenários estadual e nacional.
["Usinas de cana de a\u00e7\u00facar foram respons\u00e1veis pelo saldo positivo da microrregi\u00e3o","",""] (Foto: ARQUIVO TRIBUNA)

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgado na sexta-feira (20), mostrou que junho foi o pior mês do ano até agora na geração de postos de trabalho com carteira assinada. O resultado negativo diz respeito ao saldo nacional, estadual e local. Em contrapartida, a microrregião de Cianorte, que compreende 11 municípios, conseguiu manter o saldo positivo no mês passado.

O número de contratações foi 1.161 e o de demissões 1.104, resultando em 57 vagas positivas. O saldo foi puxado por Jussara (+74), Tapejara (+64), Japurá (+9) e Tuneiras do Oeste (+5). O maior número de admissões foi de trabalhadores da cultura de cana de açúcar, que está em época de colheita e no pico da safra.

As outras sete cidades tiveram resultados negativos, inclusive Cianorte. As ocupações com mais desligamentos no último mês foram magarefe e vendedor do comércio.

CRISE GERAL

No Paraná, mais de seis mil postos de trabalho foram fechados em junho, colocando o estado como líder no ranking de desemprego do país. O resultado também foi o pior de 2018, que até então vinha acumulando saldos positivos e levando o estado ao posto de terceiro no ranking nacional de geração de empregos. Ao todo, 88.902 trabalhadores foram demitidos e 82.293 foram contratados. No acumulado do semestre, o saldo é positivo em 32.030 vagas, número 38% maior do que o registrado nos primeiros seis meses de 2017.

Os principais setores da economia que mais demitiram do que contrataram em junho foram o comércio, com saldo negativo de 2.264 vagas, e a indústria de transformação, com saldo negativo de 2.209.

Em todo o país, foram 661 vagas de emprego com carteira assinada fechadas. Em junho, foram registradas 1.167.531 contratações e 1.168.192 desligamentos. No mesmo mês do ano passado o país havia gerado 9.821 postos de emprego formal e, em junho de 2016, haviam sido fechadas 91.032 vagas, de acordo com os dados do Caged.

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, o Brasil gerou 392.461 empregos com carteira assinada. Já nos últimos doze meses, foi registrada a criação de 280.093 postos de trabalho formais. Em 2017, o saldo foi negativo e a economia brasileira fechou 20.832 postos de trabalho formais. Foi o terceiro ano seguido em que houve mais demissões do que contratações no país. Entre 2015 e 2017, o país fechou um total de 2,88 milhões de postos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país acumula 13,7 milhões de desempregados.

CIANORTE

A Agência do Trabalhador de Cianorte atualiza as vagas de emprego disponíveis nas empresas locais diariamente. Para consulta-las, basta ir até a unidade, que fica na Avenida Paraná, n° 510, ou acessar o blog www.agenciadotrabalhadorcianorte.blogspot.com.br. Para se candidatar a uma vaga de emprego é necessário levar RG, CPF e Carteira de Trabalho. O telefone para contato é o (44) 3629-3482. (Com informações G1)