Polícia

Refém é liberado depois de 13 horas na cadeia de Cianorte

Rebelião começou por volta das 18 horas de terça-feira, quando agentes frustraram uma tentativa de fuga
Equipes de Polícia Civil, Militar e Especializada estiveram presentes para auxiliar nas negociações (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

No final da tarde de terça-feira, os presos da cadeia pública de Cianorte renderam um agente carcerário durante uma verificação nas celas, onde foi encontrado um túnel semi-pronto que seria utilizado para fuga durante a madrugada. Equipes de negociação da Troque de Choque e do Bope de Maringá se deslocaram para a 21ª Subdivisão Policial para atender os detentos.

De acordo com o comandante da Polícia Militar de Cianorte, major Silva Neto, as reivindicações foram genéricas e administrativas, referentes a melhores condições na delegacia, remoção de funcionários, entre outros. O delegado Ítalo Cesar Sega informou que os pedidos já foram repassados à Secretaria de Segurança Pública do Paraná e que o órgão vai analisá-los.

O agente carcerário foi liberado por volta das 9 horas desta quarta-feira sem ferimentos. Ele foi encaminhado para o Hospital Santa Casa de Cianorte. Ainda segundo o delegado, não houve feridos nem fugitivos.

Um representante dos Direitos Humanos da OAB-Cianorte também acompanhou as negociações, assim como a juíza Flávia Braga e a promotora Elaine Lopo.

Mais informações na edição de quinta-feira da Tribuna de Cianorte.