Política

Ratinho Junior recebe Maia e destaca alinhamento com bancada federal

Governador e o presidente da Câmara dos Deputados ressaltaram a importância do alinhamento entre os poderes para dar celeridade aos projetos de interesse da população
Eles também conversaram sobre a reforma da previdência e a Lei Kandir. (Foto: AEN)

O governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu nesta sexta-feira (15), no Palácio Iguaçu, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que cumpriu agenda em Curitiba. O governador falou sobre a disposição do Paraná de atuar próximo e alinhado com o governo federal e com a bancada parlamentar do Estado em Brasília. O encontro foi acompanhado por vários deputados federais paranaenses.

“Nossa intenção é atuar em harmonia, defendendo interesses do Paraná para dar celeridade aos projetos do Estado”, disse Ratinho. O governador também ressaltou que trabalhará em conjunto com a bancada paranaense em temas que são essenciais para o futuro do País.

Um deles é a reforma da previdência, que deve movimentar o Congresso Nacional nos próximos meses. Ratinho Junior destacou que as mudanças são necessárias e que o tema é de interesse de todo o País e não apenas uma questão de governo. O governador defende que o projeto deve ser igualitário, sem manutenção de privilégios.

Maia afirmou que trabalha com a previsão de votação da matéria no início de junho. O presidente da Câmara disse que pretende instalar as comissões que vão analisar o projeto na próxima semana. A proposta deve passar pela Comissão de Constituição e Justiça, e ainda por uma Comissão Especial.

Por se tratar de proposta de emenda à Constituição (PEC), a reforma precisa do apoio mínimo de três quintos dos deputados (308 dos 513) para ser aprovada e enviada ao Senado.

LEI KANDIR - O governador e o presidente da Câmara também conversaram sobre a Lei Kandir e o conflito entre os Estados e a União relacionados ao ressarcimento pago às unidades da federação. O Paraná está junto com os demais estados na luta pelo aumento do valor repassado pela União.

Uma das normas da Lei Kandir é a isenção do pagamento de ICMS sobre as exportações de produtos primários e semielaborados ou serviços. Os governadores de estados exportadores alegam perda de arrecadação devido à isenção do imposto nesses produtos.

Na semana passada, Rodrigo Maia defendeu que a Câmara encontre uma solução definitiva sobre a Lei Kandir. Ele espera votar um texto sobre o assunto até o final do mês de março.