Cidades

Quadra coberta do Colégio Caio Moreira é inaugurada depois de quatro anos

No Colégio José Guimarães e na Escola Princesa Izabel obras devem se estender até o fim do ano
Diretora Cleide oficializa inauguração acompanhada de estudante (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Parte da novela chegou ao fim. A primeira das três quadras que começaram a ser cobertas em 2014 foi inaugurada nesta quinta-feira (1°). A obra no Colégio Estadual Professor Caio Mário Moreira foi retomada em maio deste ano e concluída em setembro. O investimento de mais de R$ 450 mil foi aplicado pela Secretaria de Estado da Educação (Seed), Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar) e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Governo Federal. A empresa que executou os serviços foi a Constral Engenharia, de Cianorte.

A inauguração contou com a presença de pais, alunos, professores, diretoras, representantes do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Cianorte e autoridades, como o prefeito Claudemir Bongiorno e o deputado estadual Jonas Guimarães. Após a solenidade, algumas turmas do Colégio Estadual e da Escola Municipal Ovídio Luiz Franzoni fizeram apresentações de dança.

A diretora Cleide Bongiorno agradeceu à equipe pedagógica e aos diretores que a antecederam pela luta pela quadra esportiva coberta. “Agradeço também as autoridades que estiveram conosco, porque a educação pública precisa de políticas públicas para seguir em frente. Que juntos possamos oferecer uma educação cada vez melhor, agora com este novo espaço. Alunos, aproveitem e façam bom uso. Ele é de vocês.”

O prefeito Bongiorno falou sobre as dificuldades para a conclusão da quadra. “Aproveito para pedir desculpas em meu nome e em nome do deputado Jonas. Nossa vontade é que esta inauguração tivesse acontecido há muito tempo, mas algumas coisas não dependem de nós e são travadas pela burocracia”, afirmou.

OUTRAS QUADRAS

No Colégio Estadual José Guimarães e na Escola Estadual Princesa Izabel as obras ainda não terminaram. A empresa responsável, V. Martins, de Maringá, solicitou aditivo de prazo por duas vezes e a conclusão deve ser adiada para dezembro. No Colégio José Guimarães a quadra já está coberta, mas faltam os acessos ao local, acabamento, pintura, instalação de traves e tabelas de basquete, entre outros serviços previstos. O valor investido é R$ 345,9 mil. Na Escola Princesa Izabel, apenas o piso e a estrutura metálica foram feitos. A obra é a mais barata das três, com custo total de R$ 270 mil.

Enquanto as quadras não ficam prontas, os professores precisam improvisar. No Princesa, as aulas são feitas no pátio, quando não está chovendo. No José Guimarães, os alunos são levados para o Ginásio de Esportes da Prefeitura, que fica próximo ao colégio.

NOVELA

Em 2014, as obras para as quadras esportivas cobertas foram iniciadas nas três escolas. Na época, a empresa responsável era de Araucária e executou um quarto dos serviços previstos, mas deixou de receber o pagamento do Governo Estadual. Depois de mais de 200 dias sem receber, a empresa de engenharia abandonou as obras e o Governo Federal suspendeu os contratos, que foram investigados pela Operação Quadro Negro – que apura o desvio de R$ 20 milhões de obras de escolas em diversas cidades do Paraná.

Até a regularização dos processos, adequação a novas exigências do Corpo de Bombeiros, realização de novas licitações, assinatura de contratos e ordens de serviço quatro anos se passaram.

Em maio deste ano, os contratos de partida foram finalmente assinados pela governadora Cida Borghetti, em visita a Cianorte. A previsão inicial era de que as quadras estivessem prontas no final de agosto.

Quadras da Escola Princesa Izabel e Colégio José Guimarães