Saúde

Profissionais são convocados para reunião de emergência sobre ebola

Equipes de epidemiologia da 13ª Regional de Saúde de Cianorte estão em alerta após o suposto caso de ebola encontrado em Cascavel (218 km de Cianorte), na última quinta-feira (9). A Secretaria do Estado da Saúde (Sesa) convocou os chefes de todas as regionais do Paraná para uma reunião emergencial na sede da secretaria em Curitiba.

Na reunião serão discutidas estratégias de abordagem e condução, caso haja um novo caso de suspeito no Paraná. No mês passado, a Sesa já havia pré-selecionados alguns hospitais de referência em todo o estado para atender eventuais situações como a que aconteceu no oeste, na semana passada.

 

RELEMBRE

A movimentação da Secretaria Estadual de Saúde se deu já na sexta-feira (10), após a transferência do guienense, Souleyamane Bah, de 47 anos, ter sido internado na Unidade de Pronto Atendimento II, no bairro Brasília de Cascavel, com febre. Bah é um refugiado de Guiné - país que está no epicentro do surto do ebola na África Ocidental. Ele chegou no Brasil em 19 de setembro.

O caso está sendo acompanhado pelas equipes de vigilância em saúde do Ministério da Saúde e do Paraná. Assim que comunicado, o Ministério enviou, imediatamente, equipes para Cascavel, por meio da FAB (Força Aérea Brasileira), onde coordenam, in loco, medidas de atendimento e identificação de possíveis contatos do paciente, para orientação, controle e cautela.

Bah foi transferido na madrugada de sexta, conforme protocolo de segurança do governo federal, para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ) - referência nacional para casos de ebola. A transferência foi feita por meio da aeronave da FAB.

 

SURTO

De acordo com o relatório divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) na quinta-feira, já foram registrados este ano 8.094 casos da doença em toda a África, dos quais 3.900 resultaram em morte. A entidade também confirmou dois casos de ebola fora da África. Um na Espanha e outro nos Estados Unidos.