Cidades

Prefeitura e Sanepar esclarecem renovação

Muita gente se interessou pelos esclarecimentos da Sanepar (Foto: ASSESSORIA PMC)

O auditório da Prefeitura de Cianorte ficou pequeno para o público que compareceu à reunião de esclarecimento sobre a renovação de contrato com a Sanepar, na manhã de sexta-feira (9). O gerente regional da companhia, José Fogaça, acompanhado de outros representantes, apresentou o Projeto de Lei e esclareceu dúvidas sobre as propostas da empresa para os próximos anos.

Segundo ele, a Sanepar pretende investir R$ 47,3 milhões na rede de água local, transferindo a captação para o rio Ligeiro, expandindo reservatórios e atingindo 100% da população de Cianorte. A companhia também tem como meta levar a rede de esgoto a 80% do município até 2020, com um investimento de R$ 70,6 milhões. Atualmente, a rede de esgoto atende 66% dos cianortenses.

“A Sanepar atende Cianorte desde 1972. Desde então, foram realizados todos os investimentos necessários para garantir a captação e fornecimento de água, o tratamento de esgoto e de resíduos sólidos. O convênio atual possui vigência até 2026, no entanto, para atender às exigências da Lei Federal nº 11.445, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico, precisamos da renovação desse contrato, que estabelece as medidas necessárias para adequação. Dos 26 municípios atendidos pela Sanepar, já efetuamos esse procedimento em 18”, explicou Fogaça.

Na plateia, presidentes e representantes de entidades da sociedade civil organizada, militares, professores, conselheiros municipais, líderes religiosos, servidores públicos e membros de demais esferas da comunidade cianortense acompanharam a explanação.

A proposta foi discutida em audiência pública em outubro de 2017 e encaminhada para a Câmara de Vereadores em novembro. Na sessão do dia 26 de fevereiro, o Projeto de Lei foi rejeitado pela maioria dos parlamentares. Agora, precisa de seis votos para retornar à votação e seis votos para aprovação.

Na ocasião, o presidente da Câmara de Vereadores, Dirceu Manfrinato, disse que é necessário analisar propostas de outras empresas interessadas na concessão.

Para o prefeito Bongiorno, a proposta passou por uma verificação minuciosa e não motivo para adiar esta aprovação. “Atestamos que a Sanepar vem cumprindo as exigências contratuais de todas as concessões já realizadas. Nos últimos anos, foram poucas as vezes em que interferimos e cobramos melhorias, sendo que, em todas, as reivindicações foram atendidas. Além disso, precisamos garantir os investimentos logo, porque eles podem ser perdidos com a mudança do cenário político estadual e federal no ano que vem”, disse.

A ocasião contou com a presença do deputado estadual Jonas Guimarães; do vice-prefeito, Beto Nabhan; e de sete dos 10 vereadores: Márcia Pereira, Santina Buzo, Mendes, Natal Reis, Zezão, Dadá e Silvio do Pátio.

“Dessa forma, cumprimos nosso papel social, de informar e esclarecer a população e seus representantes. Agora, nos colocamos à disposição e esperamos contar com o apoio de todos”, concluiu o gerente regional da Sanepar, acompanhado pelo engenheiro civil da instituição, Ezequiel de Souza Ribeiro; da coordenadora de clientes, Rosemeri Silva; e do gerente da unidade de Cianorte, João Cícero. O projeto será encaminhado pelo Executivo, nesta segunda-feira (12), para nova apreciação do Legislativo.