Polícia

Polícia registra primeiro homicídio do ano em Cianorte

Everson Willian Barbosa, 30, o ‘carequinha’, foi assassinado no início da tarde de domingo
‘Carequinha’, 30, foi atingido por três disparos e entrou em óbito no local (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Na quinta-feira, 08, a 5ª Companhia Independente da Polícia Militar de Cianorte divulgou um balanço das ocorrências feitas na região no período de janeiro a julho deste ano. O levantamento apontou uma queda de 54% nos homicídios em relação ao mesmo período de 2018. Três dias depois, porém, foi registrado o primeiro homicídio do ano na Capital do Vestuário.

O fato ocorreu no início da tarde de domingo, 11, quando Everson Willian Barbosa, de 30 anos, conhecido como ‘carequinha’, foi assassinado no quintal da casa de seus pais, localizada na Rua Avelina Zapellini, no bairro Seis Conjuntos. A vítima foi atingida por três disparos de arma de fogo, dois no abdômen e um na região da coluna. Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros estiveram no local para tentar socorrer a vítima, mas nada puderam fazer devido à gravidade dos ferimentos. Os familiares que estavam reunidos para uma confraternização de Dia dos Pais ficaram desesperados com a situação.

De acordo com informações da 5ª CIPM, o rapaz era monitorado por tornozeleira eletrônica, que posteriormente foi entregue à 21ª SDP.

‘Carequinha’ contava com passagens pela polícia por vários crimes e havia deixado a prisão recentemente.

A Polícia Civil está investigando o caso para saber qual foi o motivo do crime. Em entrevista à TRIBUNA DE CIANORTE, o delegado-adjunto da 21ª Subdivisão Policial de Cianorte, Carlos Gabriel Stecca, afirmou que a polícia já possui as imagens das câmeras de segurança da casa onde ocorreu o assassinato.

 “Estamos realizando diligências desde a ocorrência do fato. Estamos em busca de testemunhas e também de câmeras de segurança da vizinhança que tenham flagrado o autor ou os autores. A residência da vítima possui câmera e já estamos em poder dessas imagens. Infelizmente não podemos divulgar para não atrapalhas as investigações” afirmou o delegado.

(Com informações do Dia a Dia Notícias Online e da 5ª CIPM)