Polícia

Polícia Civil conclui inquérito e denuncia vereador por armazenar imagens de crianças

Claudio Ramos está preso desde o dia 12 acusado de se fazer passar por adolescentes e assediar menina de 13 anos
Cláudio Ramos permanece detido na cadeia pública de Cianorte (Foto: Arquivo/Tribuna )

O delegado-chefe da 21ª Subdivisão Policial de Cianorte, Jonas do Amaral informou nesta terça-feira, 26, que já concluiu o inquérito que investiga o empresário e vereador de Jussara Claudemir Ramos (PSC), o Cláudio Ramos, acusado de armazenar imagens de crianças e adolescentes em cenas de pornográficas em seu aparelho celular.

Ramos, que além de vereador é dono de uma padaria em Jussara, está preso desde o dia 12, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Justiça em Cianorte. O vereador era investigado pela polícia depois que a família de uma adolescente de 13 anos o denunciou por assédio. De acordo com a polícia, o vereador se fazia passar por um adolescente de 16 anos para conseguir imagens da adolescente em cenas de nudez.

Conforme o padrasto da adolescente, que pediu para não ser identificado, o vereador e empresário fazia parte do círculo de amizades da família. Segundo o padrasto, ele era cliente do estabelecimento comercial de Ramos e os dois mantinham contato quase que diariamente. 

Segundo Jonas do Amaral, o inquérito foi concluído na quinta-feira, 22, e os autos já foram remetidos à Justiça. Conforme o delegado, Ramos confessou o crime e em seu celular também foram encontradas imagens que comprovam o armazenamento de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

Enquanto é mantido preso, o vereador aguarda a análise de um pedido de habeas corpus impetrado na semana passada junto ao Tribunal de Justiça do Paraná. O pedido está nas mãos do desembargador Rui Portugal Barcellar Filho que também examina pedido de prisão domiciliar formulado pelos seus advogados. O pedido não tem prazo para ser analisado.