Polícia

PM de Cianorte divulga balanço completo das atividades de 2017

Roubos, furtos e homicídios diminuíram, enquanto prisões e apreensões de armas e drogas aumentaram
PM de Cianorte fechou 2017 com mais prisões e apreensões e menos registros de roubo e furto (Foto: ARQUIVO TRIBUNA )

Nesta terça-feira (9), a 5ª Companhia Independente de Polícia Militar, com sede em Cianorte, divulgou os resultados das ações realizadas pelo efetivo em 2017. Sob o comando do Major José da Silva Neto, o batalhão também atende os municípios de Terra Boa, Jussara, São Tomé, Japurá, Indianópolis e São Manoel do Paraná, totalizando uma população de mais de 130 mil habitantes.

O número de apreensões de armas de fogo aumentou 52% em relação a 2016, passando de 41 para 61, e a quantidade de drogas apreendidas dobrou. Em 2017, as equipes da 5ª CIPM - com destaque para a equipe Canil - encontraram mais de 60 kg de substâncias ilícitas. A quantia de dinheiro apreendida também subiu: em 2016 foram R$ 66 mil, enquanto que no ano passado foram mais de R$ 126 mil.

As prisões tiveram um aumento de 27%, totalizando 820 detenções no ano de 217. As apreensões de adolescentes subiram 40% de um ano para o outro, passando de 123 para 164, o que demonstra aumento de menores realizando atos infracionais. Em relação às modalidades, 65 pessoas foram detidas por roubo, 106 por crime de furto e 241 por uso ou tráfico de drogas, o que representa um aumento de 102% em relação a 2016, quando 119 pessoas foram detidas por drogas.

Também foram recuperados 204 veículos, entre motocicletas, automóveis e utilitários. Durante o ano, foram 62 registros de furto ou roubo de veículos em Cianorte, ou seja, a maior parte dos veículos recuperados foram subtraídos em outras localidades.

Ainda em comparação com o ano de 2016 houve redução de 23% dos homicídios, 38% dos roubos e 3% dos furtos, como já divulgado pela Tribuna na edição do último final de semana.

De acordo com o comandante da 5ª CIPM, os resultados só foram possíveis graças ao esforço, dedicação e profissionalismo do efetivo e à participação da população, que contribui com informações e denúncias através dos telefones 190 e 181.

PREVENÇÃO

Além das ações de combate ao crime, a 5ª CIPM também intensificou as atividades de prevenção voltadas à comunidade em 2017. Milhares de motoristas foram orientados em blitze educativas promovidas pela polícia e mais de 1 mil pessoas foram alcançadas em palestras com temas variados. Nas redes sociais, o alcance foi ainda maior e passou de 10 mil pessoas em 2016 para mais de 40 mil no ano passado.

Nas ações sociais, mais de uma tonelada de alimentos foi arrecadada para entidades assistenciais do município. Além disso, a polícia participou de entrega de brinquedos e deu apoio a eventos promovidos na cidade, como corridas e passeatas. (Com 5ª CIPM)