Polícia

PC abre inquérito para apurar morte de adolescente durante confronto com a PM

Com um revólver calibre 357, o adolescente teria atirado contra os policiais, que revidaram

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar a morte do adolescente de 17 anos que foi atingido com um tiro no peito durante confronto com uma equipe da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar na noite de terça-feira, 19, no Jardim São Francisco, em Cianorte. Em companhia de um rapaz de 19 anos, ele tentou assaltar uma residência, onde rendeu os familiares, incluindo um bebê de apenas 10 meses.

De acordo com o delegado-chefe, Jonas do Amaral, o adolescente, que já tinha passagens pela polícia por atos infracionais contra o patrimônio público, portava um revólver calibre 357 no momento da ação. Seu comparsa foi preso em flagrante e permanece detido na 21ª Subdivisão Policial de Cianorte.

“Preliminarmente os fatos estão sendo apurados no inquérito que foi instaurado mediante a prisão em flagrante do outro comparsa. Ele foi autuado por roubo agravado e tentado e corrupção de menor. Neste mesmo procedimento serão apuradas as circunstâncias desse confronto que, em tese, seria um revide por parte da polícia de um disparo realizado pelo adolescente, que portava um revólver 357”, explica o delegado.

Segundo Jonas do Amaral, o procedimento agora é ouvir os policiais, as testemunhas e realizar a perícia dos armamentos utilizados durante o fato. Dois policiais participaram da ação que culminou na morte do adolescente.

“Faremos uma apuração, ouvindo os policiais e eventuais testemunhas. Já sabemos que a Polícia Militar irá instaurar um procedimento de competência militar para apurar a conduta. Ao final do nosso inquérito iremos concluir com as convicções que tivermos”, completou Amaral.

ENTENDA O CASO

Por volta das 22h40, a equipe de Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam) foi acionada para comparecer na Rua Santa Mônica, onde teria ocorrido um roubo à residência. No local, o solicitante informou que estava nos fundos de sua casa, quando ouviu por um pedido de socorro de uma moradora. De acordo com ele, dois homens haviam invadido a residência.

Os militares entraram na casa e, de imediato, localizou um dos autores, que confessou o roubo. As vítimas, uma mulher, 23, um homem, 35, e um bebê de 10 meses, foram encontrados em um dos quarto da residência, mas sem ferimentos.

Após questionamentos por parte dos militares, o rapaz, de 19 anos, informou que outra pessoa havia participado da ação com ele, mas que teria conseguido fugir assim que os policiais chegaram ao local. Com as características do até então suspeito, outras equipes realizaram diligências nas proximidades e encontraram um rapaz trajando roupas idênticas às relatadas pelas vítimas.

Ao visualizar a viatura, o adolescente, de 17 anos, entrou em uma construção. Os militares o acompanharam e, ao darem a voz de abordagem, foram recebidos a tiros. Os policiais revidaram os disparos e acabaram atingido o rapaz na região do peito. Uma equipe do Siate foi acionada e os socorristas tentaram reanimar o baleado, que não resistiu e teve sua morte confirmada pelo médico do Samu.

 (Com informações da 5ª CIPM)