Saúde

Paraná tem seis mortes causadas pela dengue em uma semana

Dados apontam 20.563 casos confirmados, 5.866 a mais que na última semana e 3.446 em investigação
(Foto: Divulgação)

A Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) confirmou, ontem (11), seis novas mortes por dengue no estado. Com a confirmação, chegou a 13 o número de óbitos causados pela doença no estado desde julho de 2019. Até a última terça-feira, 4, eram 7 mortes. As seis novas mortes representam um aumento de 85% nas mortes confirmadas desde o último boletim divulgado pela secretaria;

As 13 mortes foram registradas nos seguintes municípios de Nova Cantu (3), Colorado, Itaguajé, Florestópolis, Peabiru, Rondon, Maringá, Paiçandu, Sertaneja, Ivatuba, e Jesuítas com uma morte registrada em cada uma das cidades.

Os dados apontam 20.563 casos confirmados, 5.866 a mais que na última semana e 3.446 em investigação. O número de notificações subiu para 64.825, um aumento de 31,05% em sete dias.

62 municípios estão em situação de epidemia, 12 a mais que o último boletim – Nova Aurora; Engenheiro Beltrão; Cruzeiro do Oeste; Cianorte; Loanda; Nova Aliança do Ivaí; Nova Londrina; Querência do Norte; Flórida; Santa Inês; Tupãssi e Jardim Alegre.

Campanha

O Paraná iniciou no ano passado a campanha “Dengue Mata” com o propósito de conscientizar as pessoas para a eliminação de focos do mosquito ressaltando os riscos que a doença traz. “A campanha é voltada totalmente para a necessidade de mudança de atitude da população, sobre o que cada um de nós pode fazer para combater o mosquito Aedes aegypti. Insisto que a melhor e mais eficiente forma de combater o mosquito e os criadouros é pela remoção mecânica”, afirmou Beto Preto.