Cidades

Número de incêndios ambientais em 2019 já ultrapassa registros de 2018

Incêndio de grandes proporções ocorrido na semana passada na Reserva das Perobas consumiu 151 hectares
Ao todo 151 dos 8.7 mil hectares da Reserva das Perobas foi atingido pelo incêndio (Foto: ICMbio)

O número de incêndios ambientais registrados pelo 8º Subgrupamento de Bombeiros Independente de Cianorte (SGBI) este ano já é 10,6% maior que o total de casos computados durante todo o ano de 2018. Até terça-feira, 24, o 8º SGBI já havia atendido 170 ocorrências do tipo em sua área de atuação, que atualmente abrange 14 municípios da região. No consolidado de 2018, foram 152 casos de incêndio ambiental.

O aumento nos focos de incêndio pode ser explicado pelo período maior de estiagem em relação ao ano passado. Por exemplo, em agosto, mês tipicamente mais seco, o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) registrou apenas 5.04 milímetros de chuva em Cianorte. Já no oitavo mês do ano passado, foram 203.8 milímetros.

“Isso (a falta de chuva) interfere muito. Este ano foi atípico. Ficamos algum tempo com uma seca e, com isso, tivemos números bem altos de incêndio” afirmou o comandante do 8º SGBI, major Adriano Alves.

No dia 17 deste mês, um incêndio de grandes proporções na Reserva das Perobas, entre Cianorte e Tuneiras do Oeste, mobilizou o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil. Foram 151 hectares consumidos pelo fogo: 76 ha de cana; 65 ha de floresta; e 10 ha de pastagens.

De acordo com uma estimativa do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), dezenas de animais morreram durante o incêndio, como pequenos répteis e anfíbios. No entanto, o saldo geral dos danos ainda está sendo calculado. A Reserva das Perobas conta com uma área de 8.7 mil hectares.

No mesmo dia, outro incêndio de grandes proporções foi atendido pelo Corpo de Bombeiros. A ocorrência foi registrada na Estrada Boa Sorte, próximo à PR-082. No entanto, ainda não há uma estimativa dos danos ocasionados pelo fogo no local.

A demanda mobilizou toda corporação, que precisou ser dividida para atender ambas as ocorrências simultaneamente.

“Tivemos um mês bem atípico. Já fazia uns quatro ou cinco anos que nós não tínhamos esta quantidade de incêndios. No dia 17, tivemos duas solicitações quase que simultâneas, que foram na Reserva das Perobas e na Estrada Boa Sorte. Chamamos inclusive o pessoal do administrativo para nos ajudar e deslocamos duas guarnições, uma para cada local” explicou o comandante.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, em ambos os casos, os incêndios teriam começado nas plantações de cana e pastagens que ficam nas proximidades das floretas. Ainda não se sabe se os focos foram motivados por alguma prática criminosa.

Área de atuação do 8º SGBI abrange os municípios de Cianorte, Cidade Gaúcha, Guaporema, Indianópolis, Japurá, Jussara, Rondon, São Manoel do Paraná, São Tomé, Tapejara, Terra Boa e Tuneiras do Oeste, Moreira Sales e Araruna.

PARQUE CINTURÃO VERDE

No dia 9 deste mês, um incêndio de menor proporção foi atendido pelo Corpo de Bombeiros em uma área do Parque Cinturão Verde, no Parque Mandhuí, próximo à Associação dos Servidores Públicos Civis de Cianorte (ASERC).  Ação ainda contou com o apoio da ICMbio e dos guarda-parques do local.

Segundo uma estimativa do Corpo de Bombeiros, um hectare da área foi atingido pelo fogo.