Cidades

Número de acidentes e vítimas cresce em 2018

PRE registra aumento significativo de acidentes, feridos e mortes no primeiro semestre.
["Colis\u00f5es frontais s\u00e3o as mais violentas e geralmente provocam v\u00e1rias mortes","",""] (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) divulgou um balanço das estatísticas referentes ao primeiro semestre de 2018 nas estradas do Paraná. No geral, o número de acidentes e feridos diminuiu, mas as mortes subiram 17%. Na região de Cianorte, os primeiros seis meses do ano foram mais violentos em todos os quesitos.

Os acidentes cresceram 16%, passando de 53 em 2017 para 62 neste ano. A quantidade de feridos e mortos disparou. De janeiro a junho de 2018, 74 pessoas ficaram feridas em acidentes na região; no ano passado, foram 29; o que representa um aumento de 155%. As mortes subiram de duas para cinco, uma alta de 150%.

A PR-323 é a rodovia com a maior quantidade de acidentes (35) e feridos (35) no período. Para o comandante do posto da PRE local, subtenente Ronedilson Gomes Tavares, as principais causas são as más condições da via. “Choques com barracos e capotamentos causados por desvios de buracos se tornaram comuns na região. Além disso, muitos motoristas estão impacientes com as barreiras das obras de restauração e cometem mais imprudências para não atrasar a viagem. Ultrapassagens em locais inadequados e alta velocidade provocam colisões frontais gravíssimas, que podem tirar a vida de várias pessoas ao mesmo tempo.”

Na PR-082, que liga Terra Boa a Cianorte e Rondon, foram 19 acidentes com 17 feridos. As características da via também favorecem as ocorrências, segundo o subtenente Gomes. “O asfalto foi restaurado recentemente e está em boas condições, mas a pista é simples e estreita em toda a sua extensão e quase não há acostamento. Além disso, o fluxo é muito grande, principalmente nos horários de pico”, analisa.

As cinco mortes do semestre foram registradas na PR-567, que liga Cianorte ao distrito de São Lourenço. A via teve menos acidentes, mas as ocorrências foram mais violentas. De janeiro a junho, foram oito acidentes, 22 feridos e cinco mortes. As vítimas eram da mesma família e estavam em um veículo com outras quatro pessoas. O acidente foi em fevereiro.

O posto da PRE local também abrange as rodovias PR-479, entre Indianópolis e São Manoel do Paraná; PR-558, entre Terra Boa, o distrito de Malu e o entroncamento com a PR-323 e a PR-498, entre a ponte do Rio Ivaí e a PR-082.

PARANÁ

Nas rodovias estaduais de todo o Paraná, o número de acidentes caiu 5% em relação ao primeiro semestre de 2017. No ano passado, foram 4.118 ocorrências; neste ano foram 3.907. O número de feridos também foi menor, passando de 3.431 para 3.335, uma queda de 2,8%. Já as mortes subiram 17%, de 252 em 2017 para 297 em 2018.