Saúde

Novos leitos de UTI neonatal salvam a vida de recém-nascidos no Paraná

Novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal podem garantir a sobrevivência de bebês que nascem antes do tempo previsto (prematuros) ou abaixo do peso. Hoje, o Estado tem 370 leitos deste tipo, 97 deles foram colocados à disposição do Sistema Público de Saúde a partir de 2011. Regiões antes desassistidas, como o Norte Pioneiro e o Centro-Sul do Estado, estão entre as que receberam novos leitos.

O Governo do Paraná viabilizou a implantação de leitos neonatais com a compra de equipamentos hospitalares - incubadoras, monitores, respiradores e oximetros de pulso - e com o incentivo para custeio dos leitos através do HospSUS, programa estratégico para o fortalecimento dos hospitais públicos e filantrópicos. O governo repassa R$ 480 mil por ano para cada unidade hospitalar estabelecida como referência para a gestação de alto risco.

O governador Beto Richa também já anunciou a ampliação de leitos na região de Cianorte e Maringá, com a implantação de seis leitos no Hospital São Paulo, em Cianorte, e 10 leitos no Hospital Metropolitano, em Sarandi. “A instalação de novos leitos de UTI neonatal foi fundamental para a redução da mortalidade infantil nos últimos anos. A ampliação e manutenção destes leitos é uma meta constante da Rede Mãe Paranaense”, afirma o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto.