Estado

No Paraná, prefeita é cassada após comprar 6,5 toneladas de bolo

(Foto: Reprodução/Facebook/marlene.revers)

A prefeita eleita Marlene Revers (Pros) foi cassada pela Câmara Municipal de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná, na última terça-feira, 6. Marleve foi cassada pela compra de 6,5 toneladas de bolo. A posse do vice-prefeito Anelson Unialli (PSB), marcada par a tarde desta quinta-feira, 8, foi transferida para segunda-feira, 12, pois Unialli não compareceu à sessão de posse do cargo de prefeito,

A sessão estava marcada para a tarde de quinta-feira (8), mas o vice-prefeito Anelson Ubialli (PSB) não compareceu. Caso ele não tome posse na segunda-feira, o presidente da Câmara, Eleandro da Silva (SD), deve assumir o comando da prefeitura.

A defesa do vice e da prefeita cassada alegou que a sessão descumpriu o regimento interno da Câmara e, por isso, não tem validade.

Em um documento entregue na quinta, a defesa afirmou ainda que não foi notificada a tempo para a sessão de votação do parecer da Comissão Processante que investigou os supostos gastos excessivos.

A Câmara Municipal declarou que a defesa da prefeita foi notificada dentro do prazo e que o Ministério Público Estadual será informado que Marlene está descumprindo a decisão dos vereadores para que deixe o cargo. (Bem Paraná)