Cidades

Municípios atingem meta do Ideb nos anos iniciais do ensino fundamental

["Na avalia\u00e7\u00e3o dos alunos das 4\u00aa e 5\u00aa s\u00e9ries do ensino fundamental o destaque foi Japur\u00e1 com m\u00e9dia 7.3","",""] (Foto: ARQUIVO/TRIBUNA)

As escolas públicas das redes estadual e municipal das 12 cidades que compõem a microrregião da Associação dos Municípios do Médio Noroeste do Paraná (Amenorte) atingiram as metas projetadas pelos governos estadual e federal para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) apenas nos anos iniciais do ensino fundamental em 2017 (ver tabelas abaixo). Os resultados foram divulgados na segunda-feira, 3, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC).

 

Esse é o principal índice que mede a qualidade do ensino no Brasil, formado pelo Saeb (prova de português e matemática aplicada a cada dois anos para alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio) e pelo fluxo escolar (taxa de aprovação/ reprovação/ abandono dos alunos).

 

Na avaliação dos alunos das 4ª e 5ª séries do ensino fundamental, os destaques foram as médias conquistadas por Japurá (7.3), Terra Boa (7.2) e São Tomé (6.9). A avaliação é superior à média nacional (5.8) e estadual (6.5) nesta etapa. Os resultados mais baixos na região da Amenorte ficaram com Tuneiras do Oeste (5.7) que ficou abaixo das médias nacional e estadual, Cidade Gaúcha (6.1) e São Manoel do Paraná (6.3).

 

Nos anos finais do ensino fundamental o resultado não foi tão bom quando a etapa inicial. Apenas quatro cidades da região atingiram as metas estabelecidas:  Japurá (5.7), Cianorte (5.5), São Tomé (5.4) e Indianópolis (4.4). A média para essa etapa foi de 4.9 no Paraná e 4.7 no Brasil.  No extremo dessa escala aparecem Guaporema (3.4), Jussara (4.0) e Cidade Gaúcha (4.2).

 

No ensino médio as melhores médias ficaram com Cianorte (4.1), Tapejara (3.9) e Terra Boa (3.8) e Japurá (3.8). Das quatro, apenas Cianorte ficou acima das médias estadual (4.0) e nacional (3.9).

 

COMO É CALCULADO

 

O Ideb é calculado com base no aprendizado dos alunos em português e matemática (Prova Brasil) e no fluxo escolar (taxa de aprovação).