Polícia

Mulher é encontrada morta pelo pai e irmão no apartamento onde morava

Érika Rizzato era professora e bastante conhecida em Cianorte
Érika Rizzato foi encontrada morta em seu apartamento na noite de quarta-feira. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Uma mulher foi encontra morta dentro do apartamento onde morava, na noite de quarta-feira, 26, em Cianorte. A mulher identificada como Érika Rizzato, de 44 anos, era professora de matemática e atualmente trabalhava no Núcleo Regional de Educação de Cianorte. A morte foi causada por uma parada cardiorrespiratória. Não havia sinais de agressões ou qualquer hematoma pelo corpo.

O corpo foi encontrado pelo irmão e pelo pai da mulher por volta das 19 horas. Os parentes estranharam o sumiço de Érika, que não visualizava as mensagens no aplicativo do seu celular desde as 20h15 de terça-feira, 25, e decidiram ir até o apartamento em que ela morava, localizado na Avenida Mato Grosso. Chegando ao local, pai e irmão arrombaram a porta e encontraram o corpo de Érika Rizzato em cima da cama do seu quarto, já sem sinais de vida.

Uma equipe do Samu foi acionada até o local e confirmou o óbito da mulher. Pelo estado em que o corpo foi encontrado, estima-se que Érika havia falecido há cerca de 15 horas. Uma equipe da Polícia Civil foi esteve no local para averiguação e constatou que não havia indícios de crime ou violência.

 

“Estivemos no local para averiguação de crime ou morte violenta, mas, em princípio, se deu em razão de morte natural. O corpo foi liberado para a família e para os órgãos de saúde atestarem o óbito” afirma o delegado-adjunto da 21ª Subdivisão Policial de Cianorte, Carlos Gabriel Stecca.

Segundo a família, Érika vinha reclamando de tosse e falta de ar há cerca de três meses. Na segunda-feira, 24, após consulta com um pneumologista, ela havia começado usar os medicamentos receitados para o tratamento. A professora também não fazia uso de medicamentos controlados.

O corpo de Érika Rizzato está sendo velado na Capela Mortuária de Indianópolis, cidade onde sua família reside. O sepultamento será realizado no Cemitério Municipal de Indianópolis por volta das 16 horas. Ela era soleira e não tinha filhos.