Polícia

Morte da menina Tabata provocou revolta na população de Umuarama

O desfecho do desaparecimento da menina de seis anos causou reações exacerbadas em frente à delegacia
A Delegacia de Umuarama e seu entorno amanheceram depredados; uma equipe de peritos esteve no local (Foto: RICARDO TRINDADE / PORTAL CIDADE UMUARAMA)

O crime chocante ocorrido em Umuarama nesta semana causou grande revolta na população da cidade. Na noite desta quarta-feira (28), quando a polícia prendeu Eduardo Leonildo da Silva, de 30 anos, suspeito de ter raptado Tabata Fabiana Crespilho Rosa, de seis anos, milhares de pessoas se aglomeraram em frente à delegacia e ameaçaram invadir o local para linchar o indivíduo.

O tumulto com pessoas jogando pedras e pedaços de pau e ferro nas vidraças do prédio e pelo menos três veículos que estavam no local foram queimados. Enquanto isso, a polícia interrogava o suspeito para saber o que havia acontecido com a menina, mas teve que transferi-lo para outro local para evitar um novo caso de linchamento na cidade. Durante a madrugada, o suspeito confessou ter matado Tabata e indicou a localização do corpo à polícia. A menina estava enterrada com sinais de estrangulamento próximo a um canavial a cerca de 10 km de Umuarama, na saída para Xambrê. O corpo foi velado em Umuarama na tarde desta quinta-feira e levado para Balneário Camboriú, onde reside o pai da menina, para o sepultamento.

CRIME

Tabata desapareceu na tarde de terça-feira, quando ia para a escola. A família só ficou sabendo que a criança estava desaparecida quando foram busca-la, no final da tarde. Equipes da Polícia Civil, Militar, Defesa Civil, Guarda Municipal e do Serviço de Investigações de Crianças Desaparecidas (Sicride) fizeram buscas durante toda a quarta-feira, mas não encontraram pistas do paradeiro da menina.

Eduardo Leonildo da Silva, foi preso depois que a polícia teve acesso a um vídeo de câmera de monitoramento que mostra a garota entrando no carro que seria do suspeito. Em coletiva de imprensa o delegado-titular da 7ª SDP, Osnildo Lemes, informou que “o criminoso tem perfil de psicopata e que provavelmente teve contato prévio com a menina”. Segundo ele, o homicídio foi realizado ainda na tarde de terça-feira.

Posteriormente, o delegado Fernando Ernandes Martins, disse que o exame de necropsia comprovou que houve abuso sexual e o criminoso deve ser indiciado por sequestro, estupro, assassinato e ocultação de cadáver. O acusado já responde por outro homicídio, de uma adolescente de 15 anos, que ocorreu em 2010, em Chopinzinho, e cumpria pena no regime semiaberto.

REBELIÃO

Os detentos da 7ª Subdivisão Policial, em Umuarama, se aproveitaram do tumulto instaurado no lado de fora e começaram uma rebelião na unidade prisional. Na manhã desta quinta ainda havia reféns no local. Durante a tarde, alguns detentos foram transferidos para a penitenciária de Cruzeiro do Oeste (PECO). Dois internos ficaram feridos com o motim e precisaram de atendimento médico. (Com informações do Portal da Cidade de Umuarama e OBemDito)