Polícia

Mês de outubro teve a maior apreensão de drogas do ano, revela balanço da PM

Roubos caem 57% em relação ao mesmo período do ano passado
PM acredita que bons números são reflexo das frequentes operações realizadas no município (Foto: Arquivo)

A 5ª Companhia Independente da Polícia Militar de Cianorte tem apresentado números expressivos a cada balanço mensal que é divulgado pela unidade. Nesta terça-feira, 5, foram divulgados os dados estatísticos das ocorrências registradas durante o mês de outubro em sua área de jurisdição, que abrange também os municípios de Terra Boa, Jussara, São Tomé, Japurá, Indianópolis e São Manoel do Paraná. O levantamento aponta que o décimo mês teve a maior apreensão de drogas registrada no ano: 178 quilos entre maconha, crack e cocaína. 

O levantamento apresentado pela PM ainda aponta queda de 57,89% no número de roubos em Cianorte se comparado ao mesmo período do ano passado. Enquanto outubro de 2018 registrou 19 roubos, em 2019 foram oito casos. Destaca-se também a redução de 24,46% no número de furtos: 139 computados em outubro de 2018 e 105 em 2019. É o menor índice do crime desde 2012.

Vale lembrar que a Capital do Vestuário registrou apenas um homicídio no ano até o momento. O assassinato de Everson Willian Barbosa, de 30 anos, ocorrido em agosto, já foi solucionado e os quatro suspeitos de envolvimento no crime foram presos.

DEMAIS OCORRÊCIAS

Durante o mês de outubro, 88 pessoas foram presas ou apreendidas em toda área da 5ª CIPM. Deste total, 61 foram em Cianorte e 27 nos demais municípios atendidos pela unidade. Dentre elas, 13 foram encaminhadas por cumprimentos de mandados judiciais; 12 por flagrante de furto simples ou qualificado; e 24 pelo crime de tráfico ou uso de drogas. Este último teve um aumento de 133,33% no número de prisões em comparação ao mesmo período do ano passado. Além das prisões, ainda foram computadas três apreensões de armas de fogo e 12 veículos com alerta de furto ou roubo recuperados.

A 5ª CIPM ressalta que os números positivos se devem às operações de saturação e bloqueio desencadeadas com frequência. Além do empenho e comprometimento dos militares, a participação da comunidade através do “Disque Denúncia” (181) e Emergência (190) tem sido fundamental nos resultados obtidos. A companhia ainda lembra que as identidades daqueles que colaboram sempre serão preservadas.