Polícia

Mega operação da PM e MP desmonta quadrilha de traficantes em Cianorte

Uma das maiores ações da história da 5ª CIPM contou com 160 policiais de toda a região
A promotora Roberta e o capitão Cláudio concederam entrevista coletiva à imprensa. (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

A ação conjunta entre Polícia Militar e Ministério Público, que começou há um ano, resultou em uma das maiores operações já realizadas em Cianorte. Ontem (30), foram expedidos 22 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão, a maioria na região dos Seis Conjuntos, resultando em 30 prisões e diversas apreensões de drogas, armas, dinheiro e outros objetos.

Batizada de “Dominus”, a operação contou com 160 policiais da 5ª Companhia Independente (CIPM) e de outras sete unidades da região Noroeste, além de equipes Canil e do Batalhão de Operações Aéreas. O nome vem de “domínio” e diz respeito aos chefes de grupos criminosos que foram presos e se intitulavam “donos do morro”.

As ações começaram na madrugada e foram encerradas por volta das 11 horas, com o encaminhamento dos presos para a 21ª Subdivisão Policial. De acordo com o subcomandante da 5ª CIPM, capitão Cláudio Roberto Longo, os mandados foram cumpridos em residências e estabelecimentos comerciais, incluindo dois bares e uma lanchonete. A droga apreendida foi localizada em casas, áreas rurais e matas próximas às residências com o auxílio de cães farejadores. O helicóptero da PM sobrevoou locais para onde os indivíduos poderiam fugir e que já eram suspeitos de servirem como esconderijo para o tráfico de drogas.

Segundo Longo, a participação da comunidade foi de extrema importância para o sucesso da operação. “Muitas informações de pessoas e localidades chegaram até nós por meio de denúncias anônimas pelos telefones 190 e 181. Com o trabalho do serviço reservado da Polícia Militar, a P2, e do Ministério Público conseguimos desmantelar essa associação criminosa que atuava no tráfico de drogas em Cianorte e região”, afirmou.

O subcomandante também explicou que a identificação dos chefes dos grupos que formavam a associação foi essencial. Para a promotora de Justiça, Roberta de Almeida Said Coimbra, a operação demonstra que o poder público está agindo para combater a criminalidade e garantir segurança à população. “A operação foi deflagrada em janeiro de 2018 pela suspeita de uma associação criminosa em Cianorte e na região, voltada para o tráfico de entorpecentes. Nós fomos acompanhando isso, juntamente com a Polícia Militar, e as ações foram se desenrolando ao longo do tempo, porque cada vez identificávamos mais pessoas envolvidas.”

Durante o ano passado, 16 pessoas foram detidas, sendo que oito estavam entre os mandados expedidos ontem. Além disso, a polícia apreendeu coletes balísticos, armas e munições, drogas, um veículo e objetos utilizados para o tráfico.

De acordo com Roberta, promotora substituta de Sérgio Roberto Martins, provavelmente a operação ainda terá desdobramentos. “Agora, os presos serão ouvidos e os órgãos responsáveis vão avaliar se a operação continua ou se os inquéritos policiais já serão instaurados.”