Cidades

Mais de 400 pessoas podem perder benefício

Quem recebe o Benefício de Prestação Continuada precisa se inscrever ou atualizar dados no Cad-Único
["Assist\u00eancia social tem reunido moradores que t\u00eam direito ao benef\u00edcio","",""] (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Das 1,6 mil pessoas que recebem o benefício em Cianorte, 460 ainda não se cadastraram no sistema do Governo Federal, o Cadastro Único para Programas Sociais (CAD-Único), e podem perder o auxílio no ano que vem. Quem já tem cadastro, mas está há mais de dois anos sem atualizar os dados também corre risco. O balanço é do DATAPREV/Síntes. O prazo para regularizar a situação encerra em 31 de dezembro.

Para alertar os beneficiários, a Secretaria Municipal de Assistência Social tem enviado correspondências, divulgado a informação em rádios locais e afixado cartazes em locais públicos. Além disso, as pessoas com deficiência que ainda não recebem o benefício estão participando de reuniões com a equipe da pasta, que orienta e explica quais são os passos para garantir o auxílio.

De acordo com o gestor do Cadastro Único no município, Rodrigo Luque da Silva, 260 pessoas foram convidadas, com base nos dados da Secretaria Municipal de Saúde. “Ao todo, vamos promover cinco reuniões para tirar dúvidas e orientar quem ainda não recebe o benefício. No ano passado, fizemos o mesmo trabalho com os idosos e tivemos quase 500 participações. É uma oportunidade para essas pessoas tomarem conhecimento de seus direitos e busca-los”, explicou.

O BPC é a garantia de um salário mínimo mensal sem o 13º - o que o diferencia de aposentadorias e pensões pagas pelo INSS - a idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência de longo prazo, que não possuem meios de se manterem ou de serem sustentados, e que tenham renda familiar menor que um quarto do salário mínimo nacional vigente por morador da casa.

“Este é um dos recursos mais significativos para aqueles que estão em situação de vulnerabilidade social e que não contam com renda de trabalho, previdenciária ou com a ajuda da família. Por isso, estamos preocupados, pois ainda existem muitos beneficiários sem o Cadastro Único. Em razão disso, temos realizado várias ações no decorrer do ano para que todos que recebem o Benefício de Prestação Continuada no município de Cianorte estejam cadastrados até o prazo final”, afirmou a secretária de Assistência Social, Marlene Bataglia.

COMO SE CADASTRAR

A inscrição deve ser realizada no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da residência pelo próprio interessado ou por um familiar que tenha mais de 16 anos e resida na mesma casa, nos casos de incapacidade física ou mental. É necessário apresentar os documentos originais do beneficiário e das pessoas com as quais ele reside: RG, CPF, título de eleitor, certidão de nascimento ou de casamento, carteira de trabalho, holerite, extrato de pagamento (para quem recebe aposentadoria, auxílio doença, salário maternidade ou seguro desemprego), declaração de frequência escolar nos casos de crianças e comprovante de residência recente (preferencialmente conta de energia).

Para atender a demanda, o atendimento está sendo realizado por meio de agendamento, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13h30 às 17h30, no CRAS I, localizado na Praça Olímpica Marcos Danilo Padilha, 236 e no CRAS II, na Rua das Capixingui, 75, no Cianortinho. Os telefones de contato são: 3631-8072 e 3629-7292. Pessoas com deficiência e idosos acamados ou com dificuldade de locomoção que residem sozinhos podem entrar em contato por telefone ou pedir para uma pessoa próxima procurar o CRAS para solicitar que o cadastro seja feito por meio de visita domiciliar.