Saúde

Mais de 12 mil paranaenses já se vacinaram contra a dengue

(Foto: Jonas Oliveira)

A governadora em exercício, Cida Borghetti, participou neste sábado (4), em Maringá, das atividades de mobilização do Dia D da Campanha de Vacinação contra a Dengue, realizada em 30 municípios do Paraná. Ao todo, cerca de 100 unidades de saúde ficaram abertas durante todo o dia para ofertar a primeira e a segunda dose da vacina. Dados preliminares apontam que, em dois dias de campanha, 12.757 paranaenses já foram imunizados. 

Neste sábado, o movimento foi grande nos locais de vacinação tanto no período da manhã, quanto à tarde. Em algumas cidades foram montados também postos volantes em praças e parques, para ampliar o alcance da campanha e facilitar a vida das pessoas. "O sucesso desta campanha terá impacto direto na proteção dos paranaenses. Trata-se de uma iniciativa pioneira do Governo do Estado, que hoje serve de exemplo para o mundo", disse a governadora em exercício. Ela lembrou que o Paraná foi o primeiro Estado das Américas a oferecer de forma gratuita a vacina da dengue à população. "Mais uma vez saímos na frente. Tudo isso em prol do bem-estar e da saúde das pessoas", completou. 

Esta é a segunda etapa da vacinação contra a dengue no Paraná. Na primeira fase, realizada entre agosto e setembro do ano passado, pouco mais de 200 mil pessoas foram imunizadas. Agora elas devem retornar aos postos de vacinação para receber a dose de reforço. No caso da dengue, o esquema vacinal é de três doses, com intervalo de seis meses entre elas. 

 

NOVA CHANCE

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, explica que esta também será a última oportunidade de iniciar o ciclo de vacinação. "Quem perdeu o prazo no ano passado pode tomar a primeira dose agora. Desta vez a campanha vai até o dia 31 de março. Por isso, quem tem direito, deve comparecer o mais breve possível à unidade de saúde", informou. Assim como em 2016, o público-alvo foi mantido, respeitando a faixa etária de 15 a 27 anos em 28 municípios. Entretanto, em Paranaguá e Assaí, as doses da vacina estão disponíveis para um grupo mais amplo - pessoas com idade entre 9 e 44 anos. Há contra-indicação para gestantes, mulheres que amamentam e indivíduos imunodeprimidos. 

 

RESULTADOS

O Governo do Estado está investindo mais de R$ 75 milhões na aquisição das doses da vacina contra a dengue. A expectativa é que seja possível atingir uma boa cobertura vacinal para reduzir significativamente o número de casos graves e mortes pela doença. Entre agosto de 2015 e julho de 2016, o Paraná viveu sua pior epidemia de dengue. Foram registrados mais de 56 mil casos e 63 óbitos. Frente a este cenário, tomamos a decisão ousada de incorporar a vacina como mais uma estratégia de enfrentamento à dengue. Precisávamos de um fato novo e estamos vendo que a vacinação tem dado bons resultados", destacou Caputo Neto. 

"Pela primeira vez em cinco anos, o Paraná não teve municípios em situação de epidemia de dengue nos meses de janeiro e fevereiro. Também não foi registrada nenhuma morte pela doença. Estamos fazendo estudos de impacto para avaliar o quanto a campanha de vacinação contribuiu para isso. Mas o que temos certeza é que a vacina é segura e eficaz contra os quatro sorotipos da dengue", enfatizou o secretário. Durante a semana, a campanha continua em horário comercial nas unidades de saúde. A expectativa é que 240 postos de vacinação ofertem as doses até o dia 31 de março. Estão previstas ações externas, com busca-ativa de pessoas que integram os grupos prioritários e vacinação em escolas, universidades, empresas, igrejas e outros locais. 

 

Veja a lista das 30 cidades contempladas com a vacina da dengue:

Paranaguá, Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida, Tapira, Santa Isabel do Ivaí, Cruzeiro do Sul, Santa Fé, Munhoz de Melo, Marialva, Paiçandu, São Jorge do Ivaí, Maringá, Mandaguari, Sarandi, Iguaraçu, Ibiporã, Jataizinho, Porecatu, Bela Vista do Paraíso, Cambé, Londrina, Sertanópolis, Leópolis, São Sebastião da Amoreira, Itambaracá, Cambará, Maripá e Assaí.