Brasil

Ligação para prevenção ao suicídio passa a ser gratuita em todo o país

O CVV auxilia da prevenção ao suicídio por meio de atendimentos gratuitos e sigilosos para todo o país (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

A partir de domingo (1°) as ligações para o Centro de Valorização da Vida (CVV), que auxilia na prevenção do suicídio, passaram a ser gratuitas em todo o país. O acesso foi garantido por meio de um acordo de cooperação técnica com o Ministério da Saúde. Agora, o 188 pode ser discado de qualquer lugar do Brasil.

Por meio do número, pessoas que sofrem de ansiedade, depressão ou que correm risco de cometer suicídio conversam com voluntários da instituição e são aconselhados. Antes o serviço era cobrado e prestado por meio do 141 no Paraná, na Bahia e no Maranhão.

O CVV é um órgão sem fins lucrativos que funciona desde 1962 e tem mais de 2 mil voluntários. A ligação gratuita começou a ser implantada em Santa Maria (RS), há quatro anos, após o incêndio na boate Kiss, que matou 242 jovens. A assistência também é prestada pessoalmente, por e-mail ou chat.

Em 2017, recebeu cerca de 2 milhões de ligações. Neste ano, espera ultrapassar 2,5 milhões. Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, a psicóloga e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Esther Hwang, disse que o suicídio é uma questão de saúde pública. “É reflexo de uma sociedade doente, e não necessariamente de uma pessoa doente”.

Quem deseja ser voluntário do CVV precisa passar por um treinamento de três meses. Depois, é instalado em um posto da instituição para fazer plantão de quatro horas semanais via telefone, chat ou email. Os voluntários participam de grupos de apoio uma vez por mês. O Ministério da Saúde pretende atingir a meta de reduzir em 10% os óbitos por suicídio até 2020.

Em Cianorte, quem precisa de ajuda pode procurar os Centros de Atenção Psicossocial. O CAPSi atende crianças e adolescente (até 18 anos) na Rua Ipiranga, n° 84; o telefone é o 3629-1575. Os adultos são acolhidos no CAPS I, que fica na Rua Tiradentes, n° 84; o telefone de contato é o 3903-1184. Os locais funcionam de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13h30 às 17h30. (Com Agência Brasil e Folha de S.Paulo)