Polícia

Homem esfaqueia ex, invade igreja armado e mata três pessoas

(Foto: REPRODUÇÃO/R7)

Um homem assassinou a ex-namorada e, na sequência, invadiu uma igreja armado e matou outras três pessoas em Paracatu, no noroeste de Minas Gerais, na noite desta terça-feira (21). Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, seria um ex-militar da aeronáutica.

Segundo a Polícia Militar, Rudson estava na casa de sua família – junto com sua mãe e irmã – quando esfaqueou a ex-companheira Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos, com golpes de canivete no pescoço. Logo, ele seguiu para uma igreja que fica a três quadras do local e cometeu o atentado.

No momento em que o atirador, armado com uma Garrucha Calibre 36, adentrou na Igreja Batista Shalom pelo menos 20 pessoas participavam de uma reunião. Ainda conforme a polícia, o alvo de Rudson era o pastor, que conseguiu fugir pelos fundos.

Quando a polícia chegou na igreja, encontrou Rudson com uma refém. Antes mesmo que as negociações iniciassem, ele atirou na mulher. Para impedir mais mortes, a polícia atirou contra o criminoso. “Ela fez uma execução na frente da guarnição militar, já haviam outras duas vítimas em óbito e a necessidade de reação foi urgente”, explicou a policial Layla Brunella. A soldado também pontuou que haviam mais munições no bolso de Rudson. “Com ele foram encontrados mais seis cartuchos, então, nós poderíamos ter tido uma tragédia ainda maior”.

Rudson, sofreu ferimentos graves e foi encaminhado pela própria polícia para um hospital.

Testemunhas contaram que o homem estava bastante transtornado e disposto a matar. A hipótese de crime passional ainda vai ser investigada. “Há possibilidade de alto passional ter motivado. Porém não há confirmação dessa motivação ainda”, finalizou Brunella.

Vítimas em Paracatu

  • Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos,
  • Antônio Rama, 67 anos, pai do pastor da igreja
  • Rosangela Albernaz, de 50 anos
  • Marilene Marins de Melo Neves, idade não informada

Caroline Berticelli com R7