Trânsito

Excesso de velocidade é a infração mais cometida pelos paranaenses

Dirigir acima do limite de velocidade ainda aparece no topo da lista entre as infrações mais cometidas por motoristas paranaenses. Na próxima terça-feira (9) é comemorado o Dia da Velocidade e o Departamento de Trânsito do Paraná alerta os motoristas sobre os perigos e consequências de ultrapassar os limites estabelecidos em vias públicas.

No primeiro semestre deste ano, 450.301 multas foram emitidas em todo o Estado para motoristas que dirigiram acima da velocidade permitida. O Código Brasileiro de Trânsito (CTB) prevê este tipo de infração no art. 218 em três incisos. Somadas, as três possibilidades representam 31% de todas as infrações cometidas no Paraná nos primeiros seis meses deste ano.

“O CTB trata do motorista que dirige a 72km/h numa via em que a velocidade permitida é 60 km/h, até aquele que dirige com o mais que o dobro da velocidade indicada. O problema é que nos dois casos, com agravantes diferentes, o tempo de resposta do condutor é reduzido. Cerca de um terço dos acidentes poderiam ser evitados se o motorista respeitasse o limite”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

A situação que ocorre com maior frequência é transitar com a velocidade superior à máxima em até 20%. A infração representa 25% do total e aparece como recordista entre todas as outras, com mais do que o dobro de autos de infração do que a segunda da lista.

A segunda mais recorrente entre os paranaenses é transitar com a velocidade superior à máxima em mais de 20% até 50% (considerada grave, com 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69).

A terceira possibilidade – que gera suspensão direta da Carteira Nacional de Habilitação - é transitar com a velocidade superior à máxima em mais de 50% (considerada gravíssima, com 7 pontos na CNH e multa de R$ 191,54). No primeiro semestre deste ano 4.651 motoristas tiveram a habilitação suspensa no estado devido a esta situação.