Educação

Estudantes da região são premiados por desempenho na Olimpíada de Matemática

Núcleo Regional de Cianorte conquistou quatro medalhas de bronze e uma de prata na edição de 2017
["Medalhistas do NRE de Cianorte com a t\u00e9cnica de Matem\u00e1tica \u00c9rika Rizatto e a chefe Yolanda","",""] (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Os estudantes da região que se destacaram na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) receberam medalhas em uma cerimônia de premiação, na tarde desta quarta-feira (15), no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP). O evento reuniu os núcleos regionais de educação de Cianorte, Loanda e Paranavaí, que conquistaram nove medalhas de bronze e uma de prata na edição de 2017 da OBMEP. A região oeste do Paraná, que abrange 14 NREs, teve 117 medalhistas.

O evento contou com a presença de diretores das escolas premiadas, estudantes, familiares, professores e outros membros da comunidade escolar, além de chefes dos NREs, técnicas de Matemática e da coordenadora regional da OBMEP, Fabiana Magda Garcia Papani, que falou sobre a importância da valorização da disciplina como ciência. “Queremos defender a Matemática e dar o devido reconhecimento a ela, por isso acreditamos na OBMEP e incentivamos os alunos a continuarem estudando e buscando oportunidades de pesquisa científica a partir desses resultados.”

A chefe do NRE de Cianorte, Yolanda Cristina Rodrigues Oliveira, parabenizou os medalhistas e agradeceu o incentivo das famílias. “Temos muitos talentos em nossas escolas e é muito importante reconhece-los e valorizá-los. Sabemos que a dedicação e o apoio começam em casa, por isso agradecemos e pedimos que esses valores sejam levados adiante”, destacou.

MEDALHISTAS

Os premiados com medalhas de bronze do NRE local foram: Fabio Eder de Morais Filho, da Escola Estadual Princesa Izabel, de Cianorte; Lucas Gabriel Scaliante Braz, da Escola Estadual Emílio de Menezes, de Japurá; Rayan Guilherme Ricezi Rigueira, do Colégio Estadual Santana de Tapejara e Bruno Uratani da Silva, do Colégio Estadual Helena Kolody, de Terra Boa.

A estudante Camila Vieira Arasaki, do Colégio Estadual Morais de Barros, de Jussara, foi medalhista de prata e comemorou sua quarta premiação na OBMEP. Atualmente, ela cursa Engenharia Civil na Universidade Estadual de Maringá (UEM).

A professora Natalia Helena Marega, do Colégio Estadual Emílio de Menezes, de Japurá, também teve seu trabalho reconhecido e recebeu um livro e um diploma pela atuação na Olimpíada.

O NRE de Loanda premiou os alunos Tiago Filomeno e Carolina Nunes Morimatsu, de Nova Londrina, e Ana Julia Alencar Herrera, de Diamante do Norte com medalhas de bronze. Do NRE de Paranavaí, receberem medalhas de bronze Victor Gabriel Borges da Silva, de Paranavaí, e Taina Damacena Ferreira, de Paranacity.

OBMEP

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas envolve estudantes de todo o país a partir do sexto ano e explora conceitos matemáticos, criatividade e conhecimento de métodos que possibilitam a resolução de problemas de ordem geral. Desde o ano passado, a participação na OBMEP foi estendida a rede privada de ensino.

Em 2018, as provas da primeira fase foram aplicadas em junho e a segunda fase está prevista para o dia 15 de setembro. Os estudantes que se destacarem receberão as premiações no ano que vem.