Estado

Estado vai usar novas tecnologias para facilitar a vida do cidadão

Uso de soluções tecnológicas foi destacado pela governadora Cida Borghetti.
(Foto: Jonas Oliveira/Governadoria)

A governadora Cida Borghetti apresentou nesta segunda-feira (07) uma série de ações que serão adotadas pelo governo nos próximos meses, com foco no uso da tecnologia para facilitar a vida dos cidadãos. O plano de trabalho foi apresentado em evento no Palácio Iguaçu, quando a governadora também fez uma prestação de contas dos primeiros 30 dias de gestão. “Nossa missão é fazer um Paraná forte, ágil e moderno”, afirmou, completando que a orientação para a equipe é buscar uma gestão eficiente, com metas e prazos de entrega, responsabilidade, transparência e respeito à legislação.

Ao falar a prefeitos, secretários e dirigentes de empresas e órgãos estaduais, Cida deu ênfase aos projetos que contribuem para o desenvolvimento socioeconômico das cidades paranaenses. Nesta linha, anunciou a liberação de R$ 25 milhões do Fundo Paraná para financiar trabalhos de extensão e pesquisas orientadas à solução de problemas dos municípios e também do Estado.

Sobre novos serviços à população, Cida afirmou que o Estado já dispõe do Governo Digital, mas novas aplicações serão disponibilizadas. O uso da tecnologia será estimulado na saúde. O governo, segundo a governadora, quer levar soluções da medicina para mais próximo das pessoas. Para isso, o Estado vai investir no reforço da regionalização dos serviços médicos e em sistemas de telemedicina. “Vamos fazer a informação viajar, não as pessoas”, destacou.

A proposta para a educação é fazer um planejamento de curto, médio e longo prazo para adequar o ensino com foco na Educação Digital. Para isso serão firmadas parcerias com institutos de desenvolvimento tecnológico e implantação de quatro laboratórios digitais no Estado.

Otimização

O governo vai utilizar o sistema de videoconferência para oitivas de pessoas detidas no sistema carcerário estadual. O objetivo é reduzir o número de profissionais de segurança e viaturas envolvidas no processo. Atualmente, 3.700 policiais são mobilizados por mês para escolta de presos.

Em outra ação para otimizar recursos, o Estado prevê diminuir o montante gasto atualmente com o deslocamento de servidores ao substituir o uso da frota oficial de veículos por de aplicativos de transporte.

Sustentável

Há ainda uma série de ações classificadas no capítulo Paraná Sustentável. Neste campo, o governo pretende fazer investimentos em drenagem, em parceria com as prefeituras, investir em programas de reciclagem de resíduos urbanos e estimular a geração de energia solar, por biomassa, biogás e pequenas centrais hidrelétricas (PCH’s).

Ainda nesta área, estão projetadas ações para a simplificação do licenciamento ambiental, adesão do Estado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e adaptação das ações tendo em conta as mudanças climáticas. Outra medida é a adoção de projetos de agricultura urbana, em parceria com entidades representativas do agronegócio.

Cida também reforçou que o propósito do Governo do Estado é acelerar os projetos de modernização da infraestrutura e do sistema logístico do Paraná. Nesta área, as prioridades são a viabilização do projeto da ferrovia ligando Paranaguá ao Mato Grosso do Sul, as novas licitações para modernização de rodovias e a renovação da delegação do Anel de Integração. Cida também se comprometeu com a revisão da política tributária para micro e pequenas empresas.

Balanço

Em um breve balanço do primeiro mês de governo, Cida Borghetti destacou que as medidas adotadas beneficiaram 199 municípios, e o volume de recursos liberados para obras e ações alcança R$ 1,4 bilhão. O destaque são projetos na malha rodoviária estadual, que concentram R$ 935 milhões em verbas aplicadas e licitações realizadas ao longo do mês.

Cida destacou que o perfil municipalista que está impondo a administração estadual será fortalecido nos próximos meses. Ela ressaltou que desde 6 abril foram assinados 304 convênios com 175 prefeituras de todas as regiões do Paraná para obras e projetos de melhoria urbana, permitindo investimentos de R$ 212 milhões que têm reflexo direto na vida das pessoas.