Cidades

Encenação da Paixão e Morte de Cristo está com vagas abertas

Ensaios começam neste domingo (09). Interessados em participar devem comparecer ao Salão Paroquial da Capela São Francisco de Assis, às 19h30
Os ensaios terão início neste domingo (09) e há vagas abertas para novos integrantes (Foto: Assessoria PMC  )

Com tradição de mais de 20 anos promovendo a encenação da peça “Vida, paixão e morte de nosso Senhor Jesus Cristo”, o Grupo Teatral São Francisco de Assis já está nos preparativos para a Sexta-feira Santa que, neste ano, será celebrada no dia 10 de abril. Os ensaios terão início neste domingo (09) e há vagas abertas para novos integrantes, em todas as áreas, desde a figuração à equipe de apoio.   Os interessados em participar devem comparecer ao Salão Paroquial da Capela São Francisco de Assis, na Praça Olímpica (próximo a UPA e ao Centro de Eventos Carlos Yoshito Mori), às 19h30.

“Não há restrição de idade para participar da apresentação. Seja criança, adolescente, adulto ou idoso, todos são bem-vindos e serão acolhidos com muito carinho, pois estamos unidos para levar a mensagem que Cristo nos deixou, de amor ao próximo”, garante a diretora do grupo, Margarida Jordão. Anualmente, a peça acontece com o trabalho de mais de 100 voluntários, tanto no palco quanto nos bastidores. “Não é fácil. Tudo é feito pelos próprios integrantes e seus familiares. Porém, fazemos com o máximo empenho e dedicação, pois sabemos que, assim, levamos a evangelização através da arte”, completa.

Segundo o coordenador do grupo, Juliano Secolo, os ensaios estão começando mais cedo este ano, por conta das novidades previstas. “Fizemos várias alterações no roteiro, com o objetivo de intensificar a interação com o público, proporcionando ainda mais emoção. Para isso, teremos novas cenas e surpresas”, destaca. Centrada na Bíblia, a peça narra diversas passagens da vida de Jesus Cristo, em especial o calvário até a ressureição, em um espetáculo já consagrado. “A cada ano, a encenação é um marco em nossa cidade, pois atrai grande parte da população, em especial da comunidade católica, e muita gente das cidades vizinhas. Esta edição não será diferente”, afirma.