Cidades

Em menos de dois meses, Refis já renegociou R$ 2,6 mi em dívidas atrasadas

Nove mil contribuintes possuem algum tipo divida com a prefeitura (Foto: Arquivo/Tribuna)

Nove mil contribuintes possuem algum tipo de inadimplência junto a Prefeitura de Cianorte. Essas dívidas, sejam por falta de pagamento de impostos, taxas públicas, aluguéis, multas por infrações, entre outras, estão sendo renegociadas através do Programa de Recuperação Fiscal (Refis), que entrou em vigor no dia 28 de agosto e vai até o dia 25 deste mês, quando se encerra o prazo para negociação e formalização do contrato. Estes débitos em atraso somam aproximadamente R$ 37 milhões. Até o momento, foram renegociados R$ 2.668.581,34, número bem abaixo do total devido.

O pagamento das dívidas pode ser feito à vista ou parcelado. O contribuinte que optar pelo parcelamento irá pagar a primeira quota correspondente a 40% do valor e o restante em quantias mensais, iguais e consecutivas, até novembro de 2020. De acordo com a Assessoria de Comunicação da prefeitura, foram realizados 2.154 parcelamentos. Um total de R$ 1.530.232,28 foram recebidos de entrada.  

O objetivo do programa é incentivar o pagamento de débitos tributários e não tributários, inscritos em dívida ativa, ajuizados ou não, que tenham sido gerados até 31 de dezembro de 2018. A maioria dos débitos é relacionada à falta de pagamento de tributos, como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Os interessados devem procurar pela Divisão de Dívida Ativa, que fica no primeiro piso da prefeitura. O horário de atendimento é das 8 às 12 horas e das 13h30 às 17h30, de segunda a sexta-feira. (Com informações da ACPM)