Segurança

Em megaoperação, PM apreende armas, explosivos e drogas

Os policiais acreditam que os produtos apreendidos na operação tenham sido utilizados para roubos e tráfico de drogas os objetos apreendidos
Cinco pessoas foram presas em residências onde foi encontrada grande quantidade de explosivos (Foto: Divulgação )

Agentes da 5ª Cia Independente de Polícia Militar (5ª CIPM) realizaram uma megaoperação para cumprir 15 mandados de prisão em Cianorte e Terra Boa na manhã de ontem (9). Cinco pessoas foram presas com armas longas, munição, explosivos e drogas. O Esquadrão Antibombas de Curitiba foi acionado para desarmar bombas caseiras que estavam em residências em Terra Boa, mas até o fechamento desta edição ainda não havia concluído os trabalhos.

De acordo com o capitão da 5ª CIPM, Cláudio Longo 36 agentes do Serviço Reservado, Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM), Rádio Patrulha Auto (RPA) e Canil participaram da operação que teve início às 5h simultaneamente nas duas cidades. Em Cianorte, um homem foi preso numa residência onde foram encontradas uma espingarda calibre 22, munição, pólvora, artefatos caseiros, explosivos, uma espoleta, celulares, máquinas fotográficas e documentos.

Em Terra Boa, os policiais cumpriram 12 mandados de busca e apreensão. Uma pessoa foi encaminha à Delegacia de Polícia Civil portando uma pequena quantidade de cannabis. Outras três foram presas em residências onde foram encontradas duas espingardas, um airsoft de carabina (arma de pressão utilizar para simular operações policiais), pólvora, chumbo. Além das armas, munições e explosivos, os policiais apreenderam três canários da terra e uma coleirinha campineira em gaiolas. As aves são consideradas animais silvestres e não podem ser mantidas em cativeiro.

Entre os explosivos encontrados com a quadrilha, havia artefatos de fabricação caseira e até dinamite, o que levanta a suspeita do uso em explosões a caixas eletrônicos. "Infelizmente esse tipo de crime tem sido muito comum na nossa região com o uso de armas longas e explosivos. Tivemos recentemente casos em Janiópolis e Moreira Sales, mas a gente sempre procura dar uma resposta rápida a esses crimes. Em 2015 fizemos duas grandes apreensões de dinamite. Desse período para cá houve uma diminuição dos arrombamentos a caixas eletrônicos na nossa região mas, em cidades próximas como Paranavaí, Campo Mourão, Umuarama, Maringá e Cruzeiro do Oeste isso vem ocorrendo com muita frequência”, destacou.

De acordo com o capitão, as apreensões foram encaminhadas à Polícia Civil que trabalha numa investigação sobre o caso. “Trata-se de uma quadrilha especializada em roubo e tráfico de drogas. Vamos repassar as apreensões para a Polícia Civil que deve investigar o caso e apontar para que essas pessoas tinham em seu poder tantos explosivos. Pode ser que eles tinham como alvo uma pessoa, uma autoridades ou então estejam utilizando em alguma outra situação”, disse Longo.