Estado

Diálogo e harmonia entre os Poderes

Vice assinou termo de posse na Alep e se tornou primeira governadora do Paraná
Cida Borghetti foi empossada governadora do Paraná na Assembleia Legislativa (Foto: AEN)

A defesa do relacionamento harmonioso e produtivo entre os poderes foi a tônica do pronunciamento de Cida Borghetti na Assembleia Legislativa. Em cerimônia oficial, conduzida pelo presidente da Casa, deputado Ademar Traiano, com a presença de todos os deputados estaduais, Cida assinou o termo de posse no Governo, prestou juramento à Constituição Estadual e reforçou sua disposição e abertura ao diálogo.

“Quero o diálogo com os Poderes, porque é da harmonia e da colaboração que se pode colher o melhor para a sociedade”, enfatizou a governadora. “Sei que poderei contar com grande apoio da Assembleia, assim como os deputados poderão sempre contar com o nosso governo. Quero o diálogo com o Poder Judiciário, com o Tribunal de Contas e com o Ministério Público, por onde passam questões complexas do interesse público.”

Ademar Traiano, lembrou o início da carreira política da governadora como deputada estadual e sua sensibilidade em compreender as necessidades da população. “Sempre teve boa convivência com o parlamento estadual e implementará essa mesma prática, para que os poderes possam estabelecer uma relação harmoniosa em prol dos paranaenses”, afirmou ele. “O Paraná estará muito bem em suas mãos, para que possamos continuar construindo pontes, organizando a sociedade e estabelecendo como meta maior a boa convivência para construir oportunidades ao povo paranaense”, afirmou Traiano.

RENÚNCIA

Na carta de formalização da renúncia ao cargo, lida pouco antes da posse de Cida Borghetti, Beto Richa também destacou a boa relação entre os poderes durante sua gestão, enfatizando o apoio da Assembleia Legislativa.

INSTITUCIONAL

O Legislativo, ressaltou Cida Borghetti, como poder moderador, que representa os cidadãos, é indissociável da ação do Executivo. “Essa boa relação institucional, que é também uma relação pessoal, constitui a base da gestão pública bem-sucedida, não apenas do ponto de vista do gestor, mas principalmente sob a ótica dos cidadãos”, disse ela.

Deputada estadual duas vezes, com 101 leis de sua autoria aprovadas, Cida fez referência especial à aprovação, pelos deputados estaduais, do ajuste fiscal proposto pelo Governo do Estado. “Isso permite ao Paraná ter hoje a melhor situação fiscal entre os estados. Essa atitude, analisada com o devido rigor, revela o grau de comprometimento, responsabilidade e senso de oportunidade que esta casa possui.”

RESPONSABILIDADE FISCAL

Finanças em ordem, serviços públicos preservados, salários pagos em dia e obras de infraestrutura e melhorias em todo o Estado fazem, segundo Cida, com que assuma o governo no melhor período. “Pelo esforço empenhado e pelo resultado conquistado só há uma opção: seguir pelo caminho traçado. Por isso é fundamental o compromisso com a responsabilidade fiscal. Porque é da lei, mas sobretudo porque é princípio basilar da boa governança”, enfatizou.

A governadora reafirmou sua postura municipalista e disse que o compromisso com o diálogo se estende aos 399 prefeitos do Paraná e aos milhares de vereadores. “Sou defensora intransigente das cidades e dos cidadãos. Por minhas experiências no Parlamento, sei que demandas importantes passam pelas câmaras municipais, que serão nossas parceiras”.

A governadora ressaltou também o apoio da bancada federal em Brasília, reforçando a importância da atuação. “Fui deputada federal e dirigi o escritório de representação do Paraná em Brasília. Com essa experiência, reconheço a importância da bancada federal e as oportunidades que proporciona ao Estado”, afirmou, lembrando que o Paraná contribui muito e merece mais recursos do Governo Federal.

A mensagem pela união de todos os paranaenses num mesmo propósito encerrou o pronunciamento na Assembleia. Só unidos temos a oportunidade de fazer mais e melhor”.