Cidades

Dia D da pessoa com deficiência será na terça-feira

Evento acontece em agências de 42 cidades paranaenses e oferta mais de 400 vagas exclusivas
["Dia D \u00e9 realizado em todo o pa\u00eds para incluir PcDs no mercado de trabalho ","",""] (Foto: ARQUIVO AGÊNCIA BRASIL)

Pessoas com deficiência e reabilitados que estão à procura de um emprego terão atendimento exclusivo nas Agências do Trabalhador, na terça-feira (25). A Secretaria Especial do Trabalho e Relações com a Comunidade vai promover o Dia D, com o objetivo de facilitar a inclusão no mercado de trabalho. Durante todo o dia serão feitos o cadastro e encaminhamento dos interessados para vagas de emprego. No Paraná, mais de 400 vagas serão ofertadas por mais de 20 empresas parceiras.

Em Cianorte, o atendimento vai começar às 8 horas e segue até as 12. Os candidatos devem comparecer à agência, que fica na Avenida Paraná, 510, com Carteira de Trabalho, RG, CPF e laudo médico para comprovação da deficiência. Na unidade local, oito empresas confirmaram presença e devem ofertar aproximadamente 20 vagas. Um representante do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também estará presenta para atender os reabilitados.

Segundo a Secretaria Especial da Pessoa com Deficiência, mais de 1,5 milhão de pessoas convivem com alguma deficiência no Paraná. O número de trabalhadores PcDs inseridos no mercado de trabalho formal no Estado é de 28.560. Dentre eles, a maioria apresenta alguma deficiência física (45%); 18% têm deficiência auditiva e 15%, visual.

O Dia D compõe as ações de comemoração do aniversário dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O Dia Global de Ação é um movimento que desafia organizações e indivíduos de todo o mundo a se unirem em prol da conscientização e impacto dos ODS. São 17 objetivos definidos e 169 metas a serem atingidas até 2030, e, destas, sete fazem referências específicas quanto às pessoas com deficiência. Uma delas é assegurar o emprego pleno, produtivo e de igual remuneração.

“A política de geração de emprego e renda por meio da inclusão de pessoas com deficiência e reabilitados no mercado de trabalho visa proporcionar independência financeira para esse público, além de demonstrar o compromisso do Governo do Estado com a agenda dos ODS”, disse do secretário especial do Trabalho e Relações com a Comunidade, Paulo Rossi.