Polícia

Delegacia da Mulher está sob novo comando

Nova delegada assumiu nesta semana e pretende realizar um trabalho de integração entre serviços assistenciais
A nova delegada responsável pela Delegacia da Mulher e Nucria veio de Ribeirão do Pinhal (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

A partir deste mês a Delegacia da Mulher de Cianorte e o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) estão sob novo comando. A nova delegada responsável pela unidade, que atende seis cidades e dois distritos, é Lucy Atena de Aquino Santiago, que veio de Ribeirão do Pinhal, no Norte Pioneiro. Gabrielle Berwig Amaral, que esteve à frente dos trabalhos desde a implantação, assumiu a Delegacia da Mulher e do Adolescente de Araucária.

De acordo com a delegada Lucy, o pedido de transferência partiu dela, aproveitando a troca de comandos que está sendo realizada em todo o Paraná. Desde que chegou a cidade, na segunda-feira (4), ela já conheceu a 21ª Subdivisão Policial de Cianorte, a Vara Criminal e alguns órgãos assistenciais.

Apesar do efetivo escasso, com apenas uma escrivã, quatro estagiários e a delegada, a unidade de Cianorte recebe flagrantes de toda a região e registra boletins de ocorrência diários. Segundo a delegada, a ideia é integrar os serviços assistenciais para orientar as mulheres que procuram o local. “Percebi que alguns casos que chegam aqui não são criminais e poderiam ser resolvidos em outras instâncias. Por isso, quero conhecer todos os setores da assistência social e trabalhar em conjunto com eles, para encaminhar essas mulheres que precisam de apoio”, afirmou.

Para ela, “a Delegacia da Mulher não pode funcionar sozinha. Geralmente problemas de família não são problemas de polícia, justamente pela falta de informação e acesso a outros serviços, como caso de alcóolatras, por exemplo”. As principais ocorrências registradas em Cianorte são de ameaças e violência doméstica, além de violência e maus tratos contra crianças e adolescentes.

Além de responder pela Delegacia da Mulher, Lucy Atena também passa a dividir a escala de plantão da 21ª SDP com o delegado Marino de Oliveira.

EXPERIÊNCIA

Lucy Atena de Aquino Santiago já trabalhou com educação infantil, foi agente penitenciária no Paraná e assessora jurídica da Procuradoria Geral do Estado de Santa Catarina. Está na Polícia Civil há três anos; atuou no Nucria de Curitiba durante oito meses e recentemente era responsável pela Delegacia de Polícia Civil de Ribeirão do Pinhal.