Polícia

Criminosos pediram R$ 150 mil para libertar pecuaristas de Douradina feitos reféns

(Foto: CATVE)

A equipe do Grupo Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressões Especiais) da Polícia Civil movimentou a 15ª SDP (Subdivisão Policial) durante a madrugada de quarta-feira (13), em Cascavel. O grupo coordena as investigações relacionadas com o sequestro de três pecuaristas da cidade de Douradina.

Os três foram sequestrados na noite de segunda-feira (11) e somente na terça-feira (12) conseguiram sair do cárcere privado.

Os pecuaristas caíram em um golpe conhecido pela polícia, chamado de ‘Golpe do Chute’, onde na busca por gado ou por maquinários agrícolas recebem propostas bem abaixo de mercado. Foi assim, que os três moradores de Douradina foram sequestrados em Cascavel.

Os três homens seguiam em uma caminhonete Hilux e negociavam cabeças de gado. Os criminosos repassaram o endereço – no Bairro Lago Azul – e lá foram levados para o cativeiro, uma casa abandonada onde vários vestígios foram deixados.

Após render as vítimas, usando cintos de calça, os criminosos gravaram vídeos dos pecuaristas e encaminharam para as famílias o pedido de resgate de R$ 150 mil. O grupo Tigre não confirmou se o pagamento foi ou não efetuado pelos familiares.

A caminhonete das vítimas foi flagrada por câmeras de segurança passando a Ponte Ayrton Senna, em Guaíra, com destino ao Paraguai.

Um suspeito por envolvimento no crime foi detido no Bairro Melissa - região Norte de Cascavel. As diligências continuam por Cascavel e região para localizar todos os outros suspeitos do golpe.

Detidos

Três suspeitos já foram detidos pela equipe do Grupo Tigre. Eles prestam depoimento na Delegacia da Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (13), em Cascavel.

Entre os presos estão dois homens e uma mulher que são acusados de envolvimento no golpe aplicado em três pecuaristas.

Os detidos foram pegos na região Norte de Cascavel e diligências com Helicóptero do GOA (Grupamento Ostensivo Aéreo) são realizadas por toda a cidade.

(Informações: CATVE)