Estado

Copel recupera R$ 2 milhões com inspeções contra “gatos” em Cianorte

Valor foi recuperado nos últimos cinco anos; no ano passado foram encontradas 240 irregularidades
Copel ainda não realizou inspeções em Cianorte e região em 2019, mas as campanhas e as fiscalizações continuam durante o ano. (Foto: COPEL)

Nos últimos cinco anos, a Copel recuperou R$2 milhões com inspeções em Cianorte. O maior número de procedimentos identificados foi no ano passado com 240 irregularidades. Desvios e ligações irregulares são as principais fraudes encontradas.

Segundo o gerente de Inspeção, Ayrton Pedro Belleze, a Copel tem um trabalho permanente no combate de ligações irregulares, desvios e outros procedimentos utilizados para burlar a medição da energia consumida. “São serviços que a nossa área faz periodicamente nas regiões. As equipes têm um trabalho intenso para identificar os furtos de energia”, afirma.

As fraudes de energia são ligações na rede elétrica que adulteram os medidores para o registro de consumo menor. Belleze explica que o furto de energia sobrecarrega a rede elétrica, o que prejudica o fornecimento de energia, e pode causar graves acidentes. O risco de acidentes decorre da falta de padronização e proteção adequadas das ligações ilegais.

Quando uma irregularidade é constatada a companhia calcula a complementação de valores por meio do histórico de consumo e envia uma carta-cobrança ao consumidor. O caso também é encaminhado à Polícia Civil para as devidas punições da fraude.

O gerente também ressalta que Cianorte apresenta vários casos de furto de energia todos os anos e isso é preocupante. “O consumidor deve ficar ciente que fraude de energia é considerado furto no código penal e o crime leva inclusão de dois a três anos”, completa,

A Copel utiliza tecnologias (software de monitoramento e microcâmeras) para aumentar a efetividade das fiscalizações e do monitoramento das unidades consumidoras. “É importante que todos saibam que a fraudes na rede elétrica são prejudiciais para todos, elas trazem impacto para a concessionária, na tarifa de energia e na segurança dos consumidores”, ressalta.

A população também ajudar na denúncia de possíveis migrações clandestinas, quando identificadas o consumidor pode entrar em contato com o número 0800 51 00 116 ou pelo site WWW.copel.com. As denúncias são anônimas.