Educação

Com fim das ocupações, aulas voltam ao normal nesta segunda

Reintegração de posse dos colégios de Cianorte e Jussara foi concluída na sexta-feira

Os grupos de alunos que invadiram os oito colégios estaduais de Cianorte, no dia 14 de outubro, suspenderam nesta sexta-feira (28) as ocupações após ordem judicial expedida pelo juiz João Alexandre Zarpellon. Com a saída dos manifestantes, as aulas voltam ao normal a partir desta segunda-feira (31), segundo informou o Núcleo Regional de Educação (NRE).

Em Cianorte, foram sete colégios ocupados e um no distrito de São Lourenço. O protesto durou 14 dias e deixou mais de 5,5 mil alunos da rede estadual sem aula. Em toda a área de abrangência do Núcleo de Educação, o número de escolas públicas ocupadas chegou a 11, afetando mais de 7,9 mil estudantes.

O Núcleo não soube estimar o número de alunos que participaram das ocupações, mas acredita ter sido uma pequena parcela comparada à quantidade estudantes que ficaram sem aula. Com o fim as invasões, o sistema de educação estadual na cidade ainda tem que enfrentar a greve dos professores, deflagrada há 10 dias.

“Até o momento, a certeza é de que aulas sejam retomadas normalmente na segunda. Em relação à greve, esta é uma situação diferente das ocupações, só saberemos se terá impacto na rotina escolar a partir da próxima semana”, disse uma porta-voz do Núcleo.

A liminar que determinou a saída imediata dos estudantes secundaristas dos colégios na região foi expedida depois do pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) ao Ministério Público do Paraná (MP-PR), alegando que o movimento prejudicava a maioria dos alunos e também devido ao fato de os colégios serem órgãos de patrimônio público. No decorrer das ocupações, o Núcleo Regional de Cianorte recebeu mais de 30 reclamações de alunos, pais e professores contrários ao protesto.

REINTEGRAÇÃO PACÍFICA

As desocupações nos colégios de Cianorte foram acompanhas por equipes da Polícia Militar (PM). Segundo as informações repassadas pela 5ª Companhia Independente da PM, a reintegração de posse das escolas ocorreu de forma tranquila. Não houve tumultos, tampouco resistência por partes dos estudantes. A reintegração aconteceu em Cianorte e Jussara.

Na quinta-feira (27), a Tribuna já havia adiantado que os alunos envolvidos no movimento Ocupa Paraná tinham acatado a ordem judicial, sem restrição, e apenas aguardavam a notificação para liberar os colégios. A União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes), em Cianorte, afirmou que não pretende encerrar as manifestações, e devem promover atos públicos nas próximas semanas. Os alunos dizem ainda que pretendem recorrer da decisão judicial.

O movimento é contrário à forma como o Governo Federal anunciou a reforma do ensino médio, por meio da Medida Provisória (MP) 746 e também à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, qual estabelece um teto de gastos para as despesas primárias e secundárias do governo federal, incluindo saúde e educação.