Estado

Cida Borghetti busca recursos internacionais para obras no BID

Governadora esteve em Washington, onde se reuniu com dirigentes do BID e do Banco Mundial
No BID, a governadora negociou uma nova linha de crédito, no valor de US$ 118 milhões para o Paraná Urbano 3 (Foto: AEN)

A governadora Cida Borghetti cumpriu nos Estados Unidos uma agenda que busca atrair novos recursos para a realização de obras e programas no Paraná. Em Washington, ela se reuniu com dirigentes do Banco Mundial (Bird) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), duas das principais instituições internacionais que financiam projetos do setor público.

No BID, a governadora negociou uma nova linha de crédito, no valor de US$ 118 milhões (aproximadamente R$ 450 milhões), para o chamado Paraná Urbano 3. Os recursos são para obras e outros projetos desenvolvidos pelas prefeituras paranaenses por meio do Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios (SFM), que é gerido pelo Governo do Estado. O Paraná Urbano 2, que está chegando ao fim, teve apoio do banco, que liberou US$ 100 milhões ao Estado.

"É um processo que vem sendo construído há meses. Precisamos ajustar alguns detalhes para que o novo projeto seja aprovado pela diretoria do Banco e pelos órgãos federais brasileiros. São recursos para projetos que melhoram as vidas das pessoas", disse a governadora Cida Borghetti após encontro com o coordenador das operações do BID no Cone Sul, Ricardo Quiroga, e o diretor executivo da instituição, Frederico Jayme Jr. A reunião foi acompanhada pelo secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, o consultor Artur de Lacerda, e o assessor da embaixada brasileira em Washington, Diogo Coelho.

MULTISSETORIAL

A governadora Cida Borghetti também esteve com a diretoria do Banco Mundial (Bird). A agenda envolveu negociações de uma nova linha de crédito, além de um balanço da aplicação dos US$ 350 milhões (aproximadamente R$ 1,3 bilhão) para a realização do Projeto Multissetorial para o Desenvolvimento do Paraná, que tem financiamento da instituição internacional.

Até agora, já foram aplicados no projeto 86% do valor contratado junto ao Bird (R$ 1,15 bilhão). Os recursos permitiram a realização de nove programas envolvendo saúde, educação, meio ambiente e agricultura. Entre eles o Mãe Paranaense, a Rede de Urgência e Emergência, o Pro-Rural e o Renova Escola.

Técnicos do Estado trabalham na elaboração de um projeto semelhante, que também permita o apoio para projetos nas áreas de inovação, aumento da eficiência da máquina pública, educação e primeira infância, habitação, melhoria de renda, sustentabilidade e a consolidação da regionalização da saúde.

Segundo a governadora Cida Borghetti, a saúde será uma das principais áreas de atenção, com o fortalecimento da Rede Paraná Urgência, que foi implantada em 2012 e vem otimizando os serviços de emergências ambulatoriais com reforço dos equipamentos e das equipes móveis (terrestres e aéreos) e hospitalares.

O novo empréstimo vai garantir recursos para ações de melhoria da gestão de hospitais públicos e permitir o financiamento do custeio hospitalar, além de incorporar novas tecnologias para o trabalho dos agentes comunitários e cursos de capacitação para os servidores. Além disso, o governo quer implantar o prontuário eletrônico em todo o Estado.

Cida lembrou que um dos resultados da boa parceria com o Bird foi a redução da mortalidade materno-infantil. Ela destaca ainda a modernização dos sistemas de informática das escolas estaduais, as ações de combate à pobreza no campo e para gerar mais renda em pequenas propriedades rurais, além do reforço no sistema de prevenção de desastres naturais. “Estamos encerrando um processo de muito sucesso e queremos começar um novo o quanto antes”, afirmou a governadora.