Educação

Cianorte sedia etapa microrregional de torneio de robótica

Estudantes locais vão competir com outros quatro grupos da região para garantir vaga na fase estadual
O robô desenvolvido pela equipe precisa cumprir os desafios pré-determinados, que simulam situação reais (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Na próxima quinta-feira (16), cinco equipes de robótica de colégios Sesi da região noroeste vão se reunir em Cianorte para participar da primeira fase do Torneio de Robótica First® Lego® League 2017/2018 Hydro Dynamics. Além dos cianortenses, estudantes de Campo Mourão, Paranavaí, Umuarama e Loanda vão apresentar os projetos científicos e os robôs desenvolvidos durante o ano para um corpo de jurados, que vai avaliar os trabalhos e classificar os dois melhores.

Este ano, os participantes foram desafiados a investigar problemas e buscar soluções inovadoras para situações da vida real com a temática da hidrodinâmica, ou seja, relacionado a água. De acordo com o professor Rogério de Oliveira Pereira, os estudantes precisam montar um robô para executar tarefas, atendendo a três requisitos – ciência, tecnologia e valores – e destacando o trabalho em equipe.

“A ideia do torneio é desenvolver a ciência e a tecnologia de forma divertida. Nesta etapa, as equipes passam por três avaliações e é claro que os alunos ficam nervosos, mas não podem deixar de se divertir com o evento”, destaca Pereira, que é um dos organizadores da fase microrregional, juntamente com o professor Wesley Alanis.

No dia 16, o evento começará às 9 horas e segue até as 17 horas. Os trabalhos das cinco equipes participantes serão avaliados em relação à pesquisa, aos valores empregados e à funcionalidade do robô, que é demonstrada em uma arena. A etapa é aberta ao público, que pode acompanhar as demonstrações na parte da tarde.

A equipe do Sesi Cianorte, Seven Connection, é composta por 10 alunos de 1° e 2° ano do ensino médio, que têm a missão de continuar a trajetória de sucesso da unidade. Nos últimos quatro anos, os representantes chegaram à etapa nacional e, no ano passado, a equipe não se classificou para a etapa internacional por poucos pontos, segundo Pereira.

Este é o segundo ano consecutivo que a cidade sedia o evento, organizado pela empresa Lego® e por uma universidade dos Estados Unidos.