Cidades

Cianorte mantém saldo positivo de empregos da microrregião

Resultado de agosto foi o melhor dos últimos cinco anos no município e confirma recuperação da economia local
["Candidatos precisam de qualifica\u00e7\u00e3o para conseguir uma vaga no mercado de trabalho ","",""] (Foto: ASSESSORIA PMC)

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho mostram que Cianorte teve o melhor agosto desde 2013, com 997 contratações e 737 demissões, resultando num saldo positivo de 260 vagas. Na microrregião, seis municípios tiveram números negativos, mas o geral ainda se manteve em 211 vagas positivas.

Para o chefe do Escritório Regional de Cianorte, vinculado ao Departamento Estadual do Trabalho (DET) da Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), Sidnei Rodrigues de Souza, as usinas da região, responsáveis por grande parte dos empregos gerados, estão se modernizando e passarão a utilizar máquinas também para o plantio da cana-de-açúcar, o que pode refletir em muitas demissões. “Os trabalhadores precisam se readequar às novas tecnologias do mercado de trabalho não só no campo, mas também na confecção, por exemplo. Buscar qualificação tem se tornado cada vez mais essencial”, afirma.

O Paraná se destacou como o terceiro estado que mais gerou emprego no Brasil em agosto, com a criação de 10.339 postos de trabalho, 389% a mais do que no mês anterior. Dentre os oito setores analisados pelo Caged em agosto, seis tiveram saldos positivos. O que mais contratou foi o setor de Serviços (7.249), seguido do Comércio (1.819) e Indústria (1.005). Foram destaques também os subsetores da Indústria de Produtos Alimentícios (695), Madeira de Mobiliário (340) e Indústria Química (229).

Em Cianorte, as ocupações que contrataram mais e demitiram menos foram: trabalhador da cultura de cana-de-açúcar, magarefe (que atua na linha de produção de aviários e frigoríficos) e zelador. A maior quantidade de demissões foi de vendedores do comércio e auxiliares de escritório.

No cenário nacional também houve crescimento, com a criação de 110.431 vagas. Esse desempenho foi resultado de 1.353.422 admissões e de 1.242.991 desligamentos. Com isso, o estoque de empregos no país também aumentou e chegou a 38.436.882 vínculos.

DIA D

Para incentivar a inclusão de pessoas com deficiência e reabilitadas, Agências do Trabalhador de todo o país promovem nesta terça (25) o Dia D. Na região, o evento ocorre nas unidades de Cianorte e Cidade Gaúcha, com a presença de representantes das empresas e do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

Segundo Souza, empregadores, familiares e os próprios candidatos precisam entender que a pessoa com deficiência possui apenas uma limitação, mas não é incapaz. “O empresário precisa enxergar além da lei de cotas para PCDs e adaptar o trabalhador a uma função que possa ser desempenhada por ele. Por outro lado, as pessoas precisam buscar essas oportunidades e não podem se acomodar com o recebimento dos benefícios”, afirmou.

Em Cianorte, a abertura será às 8 horas, com café da manhã. O atendimento exclusivo segue até as 12 horas. Para se candidatar a uma vaga, é necessário apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e laudo médico que comprove a deficiência. (Com informações Agência Estadual)