Cidades

Cianorte, Indianópolis e Tuneiras do Oeste terão R$ R$ 571 mil para sinalização viária

Recursos serão aplicados na aquisição de placas, pintura de faixas e dispositivos de sinalização
Cianorte terá R$ 292 mil para investir em sinalização viária (Foto: Martins Neto / Tribuna de Cianorte )

As prefeituras de Cianorte, Indianópolis e Tuneiras do Oeste foram beneficiadas com a liberação de R$ 571 mil que serão utilizados em obras de sinalização viária. Os recursos foram liberados na quarta-feira, 14, em Curitiba, pelo governador Carlos Ratinho Massa. A iniciativa faz parte de um programa do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) para regulamentar a circulação de veículos e pedestres.

Conforme o Detran, Cianorte, maior cidade da região terá à sua disposição R$ 292 mil, enquanto que Indianópolis vai dispor de R$ 139 mil para as obras no trânsito local. Para Tuneiras do Oeste, o governo estadual reservou outros R$ 140 mil. Os recursos serão aplicados na aquisição de placas, pintura de faixas de pedestres e dispositivos de sinalização viária e estavam represados desde 2016.

A parceria com as prefeituras, afirmou Ratinho Junior, visa conter uma epidemia de acidentes e atende determinações do Código de Trânsito. “A sinalização é extremamente importante para levar segurança para o trânsito, para o motorista e o pedestre, principalmente em municípios que não conseguem separar recursos para modernização viária”, afirmou. “O Brasil é um dos países que mais mata no trânsito, então queremos tornar o Paraná uma referência em segurança e sinalização”.

Segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados neste ano, acidentes de trânsito deixaram mais de 1,6 milhão de brasileiros feridos nos últimos dez anos e representaram custo de cerca de R$ 2,9 bilhões para o Sistema Único de Saúde (SUS). No Paraná, mortes no trânsito superaram os óbitos decorrentes de crimes hediondos em 2018.

Ratinho Junior também destacou que o intuito é ampliar esse programa para atingir todos os municípios do Paraná e que isso será possível graças a economias de R$ 24 milhões na estrutura do Detran apenas neste ano. “É o primeiro pacote de investimentos para as cidades, mas a ideia é ampliar. Isso será acompanhado de um grande programa de educação no trânsito para as crianças nas escolas. Nada mais inteligente do que o Detran e as prefeituras modernizarem o trânsito para evitar mortes e acidentes”, complementou.

O diretor-geral do Detran, Cesar Vinicius Kogut, disse que o programa contempla um tripé que engloba engenharia, sinalização e educação. O órgão investiu R$ 700 mil em projetos para executar o programa.

“Para reduzir o número de mortes e acidentes é preciso investir em engenharia, sinalização e educação. Nós fizemos os projetos, investimentos em engenharia, e a sinalização nos colocará em condições de reforçar a fiscalização e aumentar os programas de educação. O círculo precisa ser completo para ser eficiente”, destacou Kogut.