Cidades

Cianorte deve ganhar quase 30 mil pessoas até 2040

Projeções do Ipardes estimam que município deve passar dos atuais 78.553 para 107.224 habitantes
A população de Cianorte deve passar dos 100 mil habitantes daqui a 20 anos (Foto: PREFEITURA DE CIANORTE )

Dos 399 municípios do Paraná, apenas 148 têm projeção de crescimento para os próximos 23 anos, segundo apontou o estudo divulgado na semana passada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Destes, somente 22 vão expandir sua população acima dos 30% e Cianorte está entre eles.

O crescimento estimado para a cidade é de 32%, o que colocará Cianorte no ranking das cidades do Paraná com mais de 100 mil habitantes, passando dos atuais 78.553 para 107.224. As boas expectativas, segundo o diretor de pesquisas do Ipardes, Daniel Nojima, devem ser consideradas pelos gestores municipais uma ferramenta de planejamento de políticas públicas. “Cianorte é um município que vai crescer muito, assim como Francisco Beltrão. Serão novos subpolos regionais, que demandarão mais serviços”, observa.

Ainda segundo o estudo, a população na faixa de 0 a 14 anos deve passar de 20,8% para 14,6%. Por outro lado, os idosos com 65 anos ou mais, representarão 19,9% da população total. “A partir dos dados pode-se imaginar que haverá pressão maior por gastos na saúde e necessidade menor de investimentos em educação, porque haverá menos jovens”, exemplifica.

O estudo também aponta números positivos para todas as cidades da Amenorte: com estimativas de crescimentos que vão de 2,5 até 20,7%.

O ESTADO

Ainda segundo o Ipardes, nesse mesmo período o Paraná deverá passar dos atuais 11,243 milhões habitantes para 12,208 milhões até o final da década de 2030, e o crescimento deve se estabilizar nos 10 anos seguintes. Números mostram que apesar do crescimento geral de 7,8% do estado, 252 cidades paranaenses devem perder população nos próximos anos, pois há uma tendência de migrações da população de municípios pequenos para os polos regionais.

É o caso de Nova Cantu, localizada na região central do estado, que hoje possui quase 7.500 habitantes e segundo o estudo deve perder 43,4% da população até 2040, chegando a marca de 3.682 pessoas. Francisco Alves, localizada no noroeste, também tem previsão de perda populacional. Hoje a cidade tem pouco mais de 6.300 habitantes, mas até 2040 pode perder 22% da população, ficando com 4.882 habitantes.

NOROESTE

Na região da Amerios (Associação dos Municípios de Entre Rios), 14 cidades terão queda de população ao longo dos próximos anos. De acordo com a estimativa, Francisco Alves, Alto Paraíso, Icaraíma, Cafezal do Sul, Iporã, Maria Helena, Tapira, Xambrê, Brasilândia do Sul, Esperança Nova e São Jorge do Patrocínio terão os decréscimos populacionais mais acentuados, na casa dos 20%.

Por outro lado, além de Cianorte, Cidade Gaúcha também tem boas perspectivas de crescimento e deve crescer 20,7%, ultrapassando os 15 mil moradores, bem como Douradina, que deve chegar perto dos 10 mil habitantes.

Umuarama, maior cidade da região, tem crescimento projetado de 6,8%. A estimativa é de que a cidade passe dos atuais 109.132 moradores para 116.825 em 2040. (Com informações: Ipardes, Gazeta do Povo e Obemdito)