Economia

Cianorte concentra 51% do PIB da microrregião

Setor de serviços e comércio foram os maiores responsáveis para a geração de riquezas local
Confecções e indústrias têxteis estão entre as principais atividades econômicas locais (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB) da microrregião de Cianorte, formada por 11 municípios, está concentrada na Capital do Vestuário. É o que aponta o levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) do ano de 2015. No município, o valor foi de R$ 2, 3 bilhões e na região, R$ 4,5 bilhões.

Para o economista da Fiep, Evânio Felippe, os dados demonstram que o crescimento da atividade econômica regional é concentrado em Cianorte. “A cidade é a maior em termos populacionais e detém o maior parque industrial entre os municípios que a rodeiam. Além disso, possui um comércio expressivo, com 1.144 estabelecimentos, que respondem pela maior parte do PIB, 38,43%”, explica.

Os setores de serviços e indústria também se destacam na geração de riquezas local, sendo que o primeiro corresponde a 28,89% do PIB e o segundo a 20,83%. Segundo o economista, “Cianorte está muito bem em termos de industrialização e não destoa de outras regiões do Paraná”. Na mesorregião Noroeste, o setor industrial responde a 13,46% do PIB e no estado, o percentual é de 11,37%.

Além do desempenho, as indústrias cianortenses também se destacam pela empregabilidade e detêm 43,43% dos empregos locais, com 9.952 trabalhadores. O comércio vem em seguida, com 5.223 funcionários, 22,79% do total. De acordo com o levantamento, a cidade possui 22.917 pessoas empregadas. Os dados são referentes ao ano de 2016.

O estudo também apontou as principais atividades econômicas da indústria de transformação da microrregião. Confecções de artigos do vestuário e acessórios lideram a lista, com um total de 387 empresas. Em seguida estão as fábricas de produtos alimentícios, com 95 empresas, e fábricas de produtos têxteis, com 67 unidades.

“O perfil de uma indústria de transformação fortalecida é demonstrado pela participação da microrregião no PIB da mesorregião Noroeste, que chega a quase um terço do total”, afirma. De acordo com a Fiep, o PIB do Noroeste foi de R$ 17,8 bilhões e o da microrregião, R$ 4,5 bilhões. Em todo o estado, o PIB foi de R$ 377 bilhões.

MICRORREGIÃO

As outras três cidades que tiveram contribuição significativa para o PIB da região foram Tapejara, com R$ 407,7 milhões (9,06%); Indianópolis, com R$ 387,5 milhões (8,6%) e Cidade Gaúcha, com R$ 287,9 milhões (6,39%). O município com o menor PIB foi São Manoel do Paraná, com R$ 43,7 milhões. O valor é proporcional à população e não significa menor qualidade de vida. Nos valores de renda per capita, por exemplo, São Manoel está à frente de Tuneiras do Oeste.

Confira o ranking dos municípios da microrregião na participação do PIB:

2015

PIB

Renda per capita

Cianorte

2,3 bilhões

      30.252,13

Tapejara

407,7 milhões

      25.958,55

Indianópolis

387,5 milhões

      86.469,54

Cidade Gaúcha

287,9 milhões

      23.852,02

Rondon

285,0 milhões

      30.040,79

Jussara

199,6 milhões

      28.660,06

Japurá

184,1 milhões

      20.087,60

Tuneiras do Oeste

165,2 milhões

      18.645,26

São Tomé

149,4 milhões

      26.418,07

Guaporema

47,5 milhões

      20.724,89

São Manoel do PR

43,7 milhões

      20.034,86